LOST [3×20] – The Man Behind the Curtain

maio 12, 2007 às 9:43 am | Publicado em LOST | Deixe um comentário
Já assisti esse episódio há dois dias e confesso que ainda estou digerindo tantas informações, e tentando organizar as milhares de teorias possíveis.

O capítulo é realmente fantástico e mostra que os realizadores pensaram em tudo e tem uma capacidade espantosa de surpreender os fãs. Aqui fica bem claro que o único defeito de LOST, exposto há bastante tempo, é a dificuldade (natural) que os realizadores mostram em criar capítulos intermediários (chamados de “fillers”). A história de LOST é empolgante, porém, como a ABC pretende alongar o seriado o máximo possível, somos obrigados a engolir alguns capítulos mornos. Talvez agora, com a data limite estipulada (2010) e temporadas de apenas 16 capítulos (as próximas duas) essa questão se resolva.

Vamos ao episódio de hoje:

FLASHBACK

Mostra o nascimento de Ben Linus (próximo a Portland e não na ilha), que resultou na morte de sua mãe e o relacionamento problemático entre ele e seu pai Roger “Workman” – que sempre o culpou pela morte dela (aliás, um velho e batido clichê). Os dois vão morar na ilha, onde Roger vai trabalhar como faxineiro para a Dharma.

O jovem Ben Linus – aliás, muito bom ator
Conhecemos a menina Annie, aparentemente a única amiga de Ben, e acompanhamos o relacionamento sempre distante entre Linus pai e Linus filho.
Será que essa coisinha linda virou a Francesa?
Ben começa a ter visões da finada mãe, o que o leva a procurá-la na floresta e a encontrar os “Outros” originais. Seriam eles os verdadeiros moradores da ilha. Quem se aproxima de Ben é o já conhecido Richard – aparentemente com a mesma idade – que se mostra surpreso quando o menino conta que viu a mãe morta por ali. Ele se mostra surpreso, mas não assustado, como se estivesse vendo uma “pessoa especial”. Ben quer fugir do pai e juntar-se aos Outros, e Richard diz que, para isso, ele terá que ser muito paciente…

Ben cresce (alguns dizem que foram 30 anos, eu já acho que se passaram 15-20 anos) e põe em prática seu plano macabro: mata seu pai, enquanto Richard e os outros matam o restante do pessoal da Vila Dharma.
OBS: Não é mostrada nem a morte de Annie e nem das pessoas das estações.

Essa seqüência nos mostra o tão frio e calculista pode ser Ben, uma vez que esperou todos esses anos para realizar sua vingança e ainda tornar-se uma pessoa importante no outro grupo.

DIAS ATUAIS – LOCKE

John Locke vai até o acampamento dos Outros, carregando o corpo do seu pai, de modo a confrontar Ben. Fica bastante claro que Ben está perdendo o controle da situação, principalmente quando Locke dá uma surra em Mikhail e ninguém se mete.

Estes três estão contra Ben
Ben acaba levando Locke para ver o misterioso Jacob. Alex, sua filha, ao saber disso, dá uma arma para Locke. O que mostra que Alex deve saber do passado de Ben e de tudo que ele é capaz.
Na “cabana maldita” de Jacob, a seqüência que deixou todos com a pulga atrás da orelha: que diabos aconteceu lá? Eu me recuso a aceitar uma explicação sobrenatural – os produtores garantiram que nenhuma explicação seria nessa linha.
Lembrei do clássico Evil Dead, de Sam Raimi…
Ben fica assustado com o fato de Locke ter conseguido ouvir a voz de Jacob – pedindo socorro.
Leva Locke para a cova onde estão os corpos do pessoal da Dharma – numa cena muito bem feita e chocante – e atira em Locke, que cai ferido na cova.
DIAS ATUAIS – PRAIA

Todos estão reunidos e desconfiados de Jack. Estão quase a ponto de queimá-lo numa fogueira.
Aparentemente, apenas Kate e Sun estão do lado do doutor.

Jack chega e durante a discussão ele conta sobre os planos de Ben – que Juliet havia lhe contado – e que estava planejando um contra ataque.

DETALHES E TEORIAS

– Como não foi mostrada a morte de Annie, acho que Ben deu um jeito de escondê-la na floresta e mantê-la a salvo. Ela estava grávida de Ben e teve uma filha. Porém, não aceitou o que Ben fez e se afastou dele, tornando-se Danielle (a francesa). Ele acaba roubando a filha deles (Alex).

– Os membros da Dharma que estavam nas estações de pesquisa, não foram mortos (entre eles, Desmond), e continuaram com seus trabalhos – pois a maioria não tinha contato com a Vila Dharma. Isso é reforçado pela cena, ainda na segunda temporada, onde vemos milhares de cadernos de anotações jogados no chão. E também mostra porque ainda continuam chegando mantimentos da Dharma – eles acreditam que os trabalhos continuam.

– Jacob? Não faço a menor idéia. Só acho que aquele tremor na casa, foi causado pelo vulcão que existe na ilha (foi dito nesse episódio que existe um vulcão).

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: