O RETORNO DOS MALDITOS – The Hills Have Eyes II

junho 5, 2007 às 9:01 pm | Publicado em Filmes | Deixe um comentário

Davi Cruz

O primeiro VIAGEM MALDITA, refilmagem do clássico QUADRILHA DE SÁDICOS (do qual me recordo vagamente, visto que assisti na infância, no SUPERCINE) foi um dos filmes de terror/suspense que mais me agradou no último ano. Melhor que ele, apenas o ótimo ABISMO DO MEDO (THE DESCENT).
Ambos me agradaram por vários motivos:
– Produções caprichadas, com fotografia e design de produção convincentes;
– Escalação de atores pouco conhecidos, mas muito competentes;
– Vilões realmente cruéis e que não tratam “mocinhos”, crianças ou animais de forma mais branda, ao contrário da maioria das produções;
Mas o que realmente diferenciou essas produções foi o modo como o roteiro retratou as ações (ou reações) dos personagens. Ao invés de ficarem chorando, gritando histericamente, ou correndo sempre na direção errada, vimos pessoas com comportamentos reais – ou seja, usando de todos os artifícios para se defender. Eles tentam enganar os vilões/monstros, usam táticas para escapar e quando necessário, são tão violentos quanto seus algozes.
Dito isso, inicio meu comentário sobre esse VIAGEM MALDITA II.
Desde o início, me agradou o clima de desolação e abandono da localidade onde a história se passa. Além de aumentar a sensação de perigo, percebe-se isso tornou o projeto bastante barato. Quase toda a história se passa em encostas de barrancos, cavernas escuras e em frente a umas poucas barracas. Apenas dois veículos são utilizados.

E, neste tipo de filme, acho isso uma grande vantagem. Se não é nenhuma obra prima, pelo menos se baseou apenas na história e custou pouco.
Já que falei na história, ela é bem simples. Um esquadrão do exército americano, formado basicamente por novatos, tem a missão de entregar alguns equipamentos para uma equipe de cientistas, no famoso SETOR 16, local onde se passou o filme anterior. Estes cientistas estavam lá montando um sistema de monitoramento, que visava localizar os mutantes (não achei outra designação melhor, já que nesse tipo de filme os vilões são zumbis, mutantes ou serial killers).
Quando os soldados chegam ao local, a equipe já está desaparecida.

Aí que começam os defeitos do filme: o comandante resolve arriscar os soldados – principalmente sabendo se tratar de recrutas altamente atrapalhados – e sair em busca dos desaparecidos. Eles não relatam nada para ninguém, tem poucos equipamentos e, mesmo assim, saem como um bando de crianças prontas a se perder na montanha – o que não demora a acontecer. Neste caso, como acontece com filmes onde os “heróis” são soldados, a maioria do público não se identifica muito com eles. Se fossem pessoas “comuns”, como no filme anterior, com certeza torceríamos mais por eles.
É bom citar que os tais soldados são extremamente desatentos, pois a todo o momento são atacados pelas costas. Por todo e qualquer motivo, largam suas armas nos cantos – praticamente implorando para que sejam roubadas. E o pior: adoram ficar sozinhos, mesmos após o início dos ataques. Seja para fazer xixi (parece que estavam bebendo cerveja o dia todo, pois estão sempre urinando), seja para ver um vídeo da filhinha no celular (que meigo).
Outra coisa que me irritou (e sempre me irritará) é o fato de sempre existir uma das criaturas disposta a ajudar os mocinhos, sem nenhum motivo aparente e, além disso, arriscando o próprio pescoço.
Fora isso, a história passa rápido (é um bom sinal), os “vilões” são interessantes. Não chega a assustar e nem choca muito, pois as cenas nas cavernas são muito escuras (pra economizar em maquiagem e cenário), mas também não cansa. Tem algumas cenas marcantes, em especial a cena abaixo.
Acho que merece uma nota 6,0.
Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: