SKINS [1X02]

julho 1, 2007 às 12:31 pm | Publicado em SKINS | Deixe um comentário
Davi Cruz

Começamos o episódio com o resultado de uma festa de arromba na casa de Michele. Todos estão dormindo e a casa está numa bagunça apavorante. Cassie acorda e descobre que a mãe de Michele está chegando de viagem justamente naquele dia. Tenta avisar aos outros, mas não lhe dão ouvido. A dona da casa chega e expulsa todos (eu, mataria um por um, se fosse minha casa…rsss).

Achei bem interessante o choque cultural representado pelo garoto Anwar, de origem islâmica, que após uma noite de farra regada a comprimidos, mantém seus rituais religiosos.

Descobrimos que Cassie, apesar de todos os problemas com drogas e seus distúrbios alimentares, é uma criatura amável. Isso é demonstrado na forma carinhosa com que trata a todos (mesmo que do seu jeito zen), desde o amigo virgem, passando pelo taxista e pelo bebê (seu irmão). E, muito dos motivos que a levam a ser problemática provavelmente tem origem na sua estranha família. Seus pais apenas fingem preocupar-se com ela e não percebem que a garota encontra-se cada vez mais magra e doente. Para sair da reabilitação, ela coloca pesos escondidos na roupa, simulando o ganho de 500 g (meu Deus… eu ganho esse peso em 15 minutos!!!!).

Outra seqüência interessante é a que mostra a entrevista de Cassie com a psicóloga. A profissional não sabe o nome da menina, atende ao telefonema da filha de forma absurdamente agressiva e parece apenas preocupada com o dinheiro da consulta. Ao mesmo tempo, vemos outros pacientes sendo agredidos por enfermeiros e notamos a repulsa da psicóloga, ao receber um carinhoso beijo de Cassie. E não posso esquecer de mencionar que o traficante – o mesmo que vendeu 90 g de maconha para Sid – também participa das reuniões de reabilitação com Cassie (uma seqüência muito parecida com a vista em TRATAMENTO DE CHOQUE com Adam Sandler e Jack Nicholson).
O mesmo traficante assume o posto de professor substituto da turma de Sid. Não fica bem claro se por coincidência ou apenas para cobrar as 300 libras. O fato é que Sid está desesperado e os seus amigos, apesar de se dizerem preocupados, não fazem muita coisa para ajudar.

O episódio termina com Cassie e o seu amigo taxista em uma lanchonete. Ela havia descoberto que as mensagens no celular (e provavelmente as outras) não existiam – eram frutos da sua imaginação, motivados pelo excesso de drogas, por algum tipo de ezquisofrenia ou até pela culpa.

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: