FRIDAY NIGHT LIGHTS [1X09] – Full Hearts

julho 28, 2007 às 1:59 pm | Publicado em FRIDAY NIGHT LIGHTS | Deixe um comentário

Davi Cruz

Smash continua utilizando seus anabolizantes para ficar mais forte. E o jogo da semana é na sua cidade natal Gatling, de onde ele, a mãe e as irmãs mudaram-se após a morte de seu pai. Essa volta às origens, tras a tona alguns assuntos delicados. Smash considera o pai um ídolo. Já a mãe e a irmã mais velha não o perdoam, pois ele era mulherengo e morreu justamente voltando de uma noitada com uma mulher desconhecida. Isso motiva várias discussões sérias entre eles.

Jason Street não aceita as desculpas de Lyla. A traição dela é o assunto na cidade. Logo os amigos de Street procuram Riggins, para tirar satisfação. Achei que seria bem pior, mas apenas quebraram os vidros da sua caminhote com tacos de beisebol. Tyra, para vingar-se de Riggins, procura Jason no hospital, na sexta a noite, enquanto todos os outros estão assistindo o jogo. Ela leva bebida e os dois passam a noite bebendo e conversando. Não sei se vai acontecer algo mais…

Matt e Julie tem seu primeiro encontro. Absolutamente tudo dá errado. Em primeiro lugar, ele vai com uma jaqueta de extremo mal gosto. Quando chegam no cinema (para assistir ao filme infantil ERAGON…) os ingressos já se esgotaram. E ligam da casa de Matt, avisando que sua vó está tendo uma crise. Matt e Julie vão até lá e encontram ela trancada no armário, delirando. Matt precisa cantar para ela, para acalmá-la. Julie pede para que o Landry a leve para casa. Matt fica arrasado – mas Landry vem conversar com ele depois, dizendo que ela havia achado muito bonito o gesto dele.

Eric passa o episódio preocupado. Ele fica sabendo do problema entre Lyla e Street (e vai conversar com ele para apoiá-lo) e a repercussão que o fato terá sobre Riggins e o restante do time. Também está nervoso com o primeiro encontro da filha e, para ajudar, o jogo da sexta é fora da cidade, contra um time muito forte.

Sua esposa Tammy é convocada para tentar estabelecer a cordialidade entre as duas cidades. E se sai muito bem. Inclusive chega a dar alguns conselhos para Buddy Garrity, em relação à sua filha Lyla. Falando nisso, ela é bastante hostilizada pela torcida adversária – é a vilã da vez – e é o apoio incondicional do pai que a mantém de pé (e rende uma cena muito bonita).

Chega o jogo e o time de Dillon não está bem. Riggins, apesar de esforçado, não conta com o apoio dos colegas. O time adversário é mais forte fisicamente e Smash está assustado. No final do jogo, Eric chama Riggins para uma conversa e pede para ele resolver a partida. O grupo, percebendo a dificuldade, resolve se unir. Rigg, Matt e Smash fazem uma jogada expetacular e conseguem um touchdown nos últimos segundos, que garante a vitória dos Panthers.

Episódio muito bom e com um final emocionante. Matt, no calor da vitória, acada beijando Julie na frente de todos. E, na melhor sequencia do episódio, Smash corre para abraçar sua mãe e agradecer o apoio. Realmente me emocionou muito.

Além da boa história, FNL tem me cativado pela sua excelente parte técnica. Gosto muito da câmera de mão, sempre em movimento, simulando uma filmagem amadora. A fotografia é linda e a trilha sonora obsolutamente perfeita. Até música gospel negra é utlizada nos momentos que ilustram as incertezas e a vitória de Smash. Muito bom!

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: