BID DAD WOLF

agosto 2, 2007 às 9:52 pm | Publicado em Filmes | Deixe um comentário

Davi Cruz

A premissa era até que interessante: turma de colegas de fraternidade vão passar o final de semana em uma cabana abandonada e são atacados por um lobisomen. Apenas um rapaz e uma garota conseguem escapar e logo começam a desconfiar que o padrasto do rapaz é o tal lobisomen.

Nada muito criativo, mas que poderia render um bom filmezinho de terror, ao estilo daqueles dos anos 80. Talvez até algo bom, estilo LOBISOMEN AMERICANO EM LONDRES ou então BALA DE PRATA.

Porém basta a tal criatura aparecer para que a minha esperança fosse totalmente desfeita: o filme é absolutamente bizarro!!!!

Antes de mais nada, existe uma regrinha bem antiga, que diz que: ou se faz uma criatura convincente, ou não se mostra ela, deixando a imaginação do expectador trabalhar. Aqui, a criatura é ridícula. Juro que já vi muitas fantasias do Luciano Huck (no quadro LATA VELHA) muito melhores.

Além disso, existem certas tradições nesse tipo de filme que não devem ser modificadas. O lobisomen deste filme é tarado. OK, até aí vai… vamos supor que o tal bicho seria uma personificação do lado animal do homem e blá-blá-blá. Porém, o que não dá pra aturar é o fato dele falar e tirar sarro das suas vítimas!

E o que dizer da super-criativa idéia dos realizadores, ao fazer o lobisomen proferir frases do clásssico LOBO MAU E OS TRÊS PORQUINHOS??? Em certo momento, o monstro arranca a cabeça de alguém, joga para o alto e dá um chute nela… e grita GOOOOLLLLL…

Os atores também são ridículos. Durante os ataques, eles mal conseguem gritar e ficam se olhando, com cara de barata tonta, ou então discutindo – na maior calma do mundo – como fugir…

Mas o PIOR de tudo é a preguiça e a estupidez do roteiro. Vou exemplificar:

– Para provar que o tal padrasto é o lobisomen, o rapaz e a garota resolvem pegar amostras de cabelo dele e entregarem ao tio bonzinho, que é amigo de alguém que trabalha em um laboratório e que faz exames de DNA. Bobo, não é? Pois a execução do plano é pior, pois o rapaz (que mora na casa) fica na sala, cuidando para que o padrasto não chegue, e a amiga (uma estranha na casa) entra no quarto do padrasto para coletar os tais fios de cabelo… Porque diabos o rapaz não entrou no quarto, naturalmente, e não pegou os fios? Ele MORA na casa, portanto não chamaria a atenção!!!!!

– Eles conseguem enviar a amostra para os exames (amostra de esperma, e não de cabelo… mas nem vou entrar em detalhes). No dia seguinte, o resultado virá pelo CORREIO e será entregue para o tio bonzinho. Só que o padrasto consegue interceptar o envelope e o leva para um local abandonado.

Pergunta: o que você faria?
A) Ligaria para o laboratório, pedindo uma segunda via, por fax ou e-mail?
B) Seguiria o lobisomen e entraria em tal local abandonado, arriscando a vida, para recuperar o envelope?
Pois o tio bonzinho (e burro) escolheu a opção B…

E se, mesmo sendo tão burro, você encontrasse o envelope jogado em uma mesa, sem ninguém por perto, o que faria?
A) O pegaria e sairia correndo, só parando para olhar o conteúdo 5 km depois, quando se sentisse seguro?
B) Abriria o envelope, bateria uma foto do resultado e tentaria enviar por email, ali mesmo, podendo ser surpreendido a qualquer momento?

É, ele escolheu a opção B de novo.

Me recuso a comentar o restante do filme.

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: