ULTIMATO BOURNE

setembro 18, 2007 às 10:59 pm | Publicado em Filmes | 1 Comentário

Davi Cruz – Nota 10,0

Assisti BOURNE ULTIMATUM (2007) na semana retrasada – e adorei. Porém, compromissos profissionais me impediram de escrever algum comentário antes. Hoje, ao ligar o computador e tentar relembrar o filme, me veio a certeza: sim, o filme é ótimo. Caso contrário, após todos esses dias, o filme já teria “perdido o encanto”para mim.

Bom, vamos ao filme então: o terceiro episódio inicia-se exatamente onde o anterior acabava, ou seja, em Moscou, com Jason Bourne fugindo após ter enfrentado o assassino profissional Kirill. Durante a fuga, nosso herói começa a lembrar-se de cada vez mais fatos do seu passado – e essas lembranças o tornam uma grande ameaça aos planos da CIA .

Não vou resumir a trama aqui, pois é bastante longa e complexa. O fato é que tanto o diretor Paul Greengrass (que assumiu a direção a partir do segundo filme) quanto o roteirista Tone Gilroy (responsável pelos três filmes) merecem todos os elogios que receberam: o filme é ótimo. Ágil, inteligente e tecnicamente perfeito, é assim que ULTIMATO BOURNE encerra essa fantástica trilogia.

Gostei bastante do uso da tecnologia no filme (bastante presente em toda a série). São celulares, computadores, câmeras de todos os tipos – tudo usado de uma forma bastante realista e ágil.

As perseguições de carro também são expetaculares – não ficam devendo a nenhum outro filme – assim como as perseguições a pé e as lutas corporais – muito, mas muito realistas mesmo. Um detalhe para as cenas no meio da multidão, onde segundo consta, o diretor não utiliza ensaios e não isola os sets de filmagem.

Outra cena que me chamou a atenção: em um determinado momento, o chefe da CIA ordena a execução de determinadas pessoas. Ele está numa sala de controle, cercado de colegas de trabalho. Após a execução, nota-se a expressão perturbada de todas as pessoas na sala. Além de fazerem parte de algo com o que não concordam, dá para ver no rosto de todos a expressão de medo, uma vez que, naquele momento, percebem que diante de uma necessidade, eles próprios podem ser assassinados através de uma simples ordem.

E é nesse mundo de medo e desconfiança que Jason Bourne age com frieza e naturalidade impressionantes. Matt Damon está perfeito e traz credibilidade ao personagem. Temos certeza de que o personagem é realmente inteligente e capaz de fazer tudo aquilo.

Enfim, um filme que vale a pena ser degustado, com bastante atenção. De preferência, juntamente com os dois episódios anteriores.

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. éééé…

    o filme nao começa de onde parou o 2º.

    O 2º filme acabou em NYC, no meio do 3º filme onde ele fala com a Pam da CIA e fala pra ela descançar.

    O 3º filme mostra o que aconteceu antes dele falar isso para Pam e depois dele falar isso para Pam!!

    x)!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: