TUDO PELA VITÓRIA (Friday Night Lights / 2004)

setembro 24, 2007 às 10:31 pm | Publicado em Filmes | 1 Comentário
Davi Cruz – Nota 8,0
É difícil de dizer exatamente o que achei deste filme. Antes de mais nada, porque a série é posterior e, por isso mesmo, pode ser melhor trabalhada. Além disso, passei boa parte do filme tentando identificar as semelhanças e diferenças entre o filme e a série.
A história é a mesma da série: um treinador leva um modesto time universitário de futebol americado à disputar as finais do compeonato estadual. O feito se torna ainda maior uma vez que o time é de uma pequena cidade do interior do Texas, onde todos são completamente aficcionados pelo esporte (e pelo time), já que praticamente a única diversão (e porque não dizer alegria) dos moradores são os jogos nas sextas-feiras à noite.
Bom, feito o resumo da história, entro na parte que realmente me interessa neste texto: a comparação do filme com a série.
Muitos elementos estão lá. O tema principal é o mesmo e a principal característica técnica da série também: a chamada “câmera nervosa”, que dá um aspecto documental à série. No filme, porém, ela é bem menos nervosa e também menos utilizada. As famosas cenas filmadas de dentro de um carro, passeando pelas ruas – principalmente na frente da casa dos jogadores, mostrando placas com os nomes e números dos atletas também são constantes.

O time do filme chama-se PERMIAN HIGH PANTHERS, mais conhecido como ODESSA PERMIAN’s, devido a sua cidade – enquanto na série, a cidade é outra, chamada Dillon e o time DILLON PANTHER’s.
Do elenco original, consegui identificar a Connie Britton, fazendo o mesmo papel de esposa do treinador (sendo que na série ela está muito melhor e se chama Tami Taylor e aqui Sharon Gaines) e Brad Leland, também em um papel similar (o Buddy Garrit da série, chamado no filme de John Aubrey ).

Já o personagem principal, o técnico do time, no filme se chama Gary Gaines e é interpretado por ninguém menos que Billy Bob Thornton (sim, ele mesmo, ex-sr Angelina Jolie). O interessante é que só me dei conta que era ele ao ler os créditos no final do filme. Por mais que seja bem interpretado, por um excelente ator, com certeza ele não consegue comparar-se com o brilhante desempenho de Kyle Chandler e seu Eric Taylor – sempre com os nervos à flor da pele e o sotaque tipicamente texano.

Uma grande diferença em relação à série fica por conta dos personagens Smash, Jason Street e Matt Saracen (da série).
Enquanto Smash Willians da série (interpreto por Gaius Charles) é uma das estrelas do time e participa de todo o campeonato, no filme ele chama-se Boobie Miles ( Derek Luke) e é o astro do time que machuca-se na primeira partida.
Já na série, o grande astro do time que se machuca na primeira partida é o quarterback Jason Street (Scott Porter) – e é substituído pelo inexperiente Matt Saracen (Zach Gilford). No filme esses dois personagens são um só, que chama Mike Winchell (Lucas Black, o mocinho idiota de VELOZES E FURIOSOS III – mas que aqui está muito bem). Ele está mais para Matt Seracen, pois precisa cuidar da mãe idosa e com problemas de saúde e mostra momentos de grande insegurança. Porém não é nenhum novato no time, e sim o quarterback titular (como Jason Street da série)
Temos também Don Billingsley, um papel similar ao Tim Riggins (até o nome lembra), sendo que no filme ele ainda mora com o pai e, esse sim, é muiiiiito problemático e violento.
E temos ainda o personagem Briam Chavez (interpretado por Jay Hernandez, herói do filme O ALBERGUE), que na série é o coadjuvante e violento Bobby Reyes, mas aqui é um dos principais atletas.
Senti muito a falta de Lyla Garrit no filme (nenhum das cheerleaders é muito explorada) e da doce Julie (no filme, a filha do treinador é uma criança e pouco aparece), além da linda Tyra Collete (temos uma “genérica” no filme, mas aparece rapidamente). Já que estou falando no elenco feminino, uma curiosidade é a presença (rápida mas marcante) da atriz Amber Heard (a Greta de HIDDEN PALMS).

Enfim, um bom filme, mas que fica um pouco diminuído ao ser comparado com a série. O bom teria sido assisti-lo antes da série. Está aí uma boa dica para quem ainda não assistiu a série.

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Qual é o release meu velho? A imagem parece estar ótima! Abraço!!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: