HEROES [2X01] – Four Months Later

setembro 27, 2007 às 8:07 pm | Publicado em Heroes | 5 Comentários

Davi Cruz – Nota 8,5

Após alguns meses de espera, está de volta a tão badalada série HEROES. Neste primeiro episódio, praticamente todos os principais HEROES são mostrados (com exceção de Nikki e família), em eventos que ocorrem quatro meses após o final da primeira temporada.

Parkman conseguiu sobreviver e está tomando conta da menina Molly. Além disso, consegue ser promovido à policial de rua. Molly continua apavorada com o misterioso homem que aparece em seus sonhos – o único dos HEROES que ela não consegue localizar, pois se o fizer, também seria localizada por ele. Ela tem pesadelos com ele e faz estranhos desenhos, mostrando o símbolo misterioso dos HEROES e vários olhos (alguém lembrou de SENHOR DOS ANÉIS e o “olho que tudo vê”?).

Mohinder e Mr Parkman planejam destruir a Compania onde Parkman trabalhava – acabando assim com a perseguição aos HEROES. Como parte do plano deles, Mohinder faz palestras sobre uma doença que afeta apenas os HEROES – doença essa responsável pela morte de sua irmã. Após a palestra, ele é procurado por uma pessoa, que diz ser representante de uma organização que pretende financiar as pesquisas de Mohinder, já que considera elas extremamente importantes. A tal pessoa, ao final da conversa mostra que também possui um curioso poder: transforma uma colher de metal em ouro – provando assim, ter condições de financiar todas as pesquisas necessárias.

Logo após essa conversa, Mohinder liga para o sr Benett, informando que “eles” morderam a isca – confirmando assim que aquela pessoa que o procurara era um representante da Compania.

Temos a aparição de dois novos personagens, os irmãos Maya e Alejandro. Eles pretendem ir até os Estados Unidos, na tentativa de encontrar o pai de Mohinder (que eles obviamente pensam que está vivo) pois leram o livro dele e querem ajuda. Maya tem poderes e parece não ter controle sobre eles (algo como “Carrie a Estranha”, liberado um força assassina quando está assustada). Até o momento, seu irmão não demonstrou ter poder algum.

Sr Benett tenta levar uma vida “normal” juntamente com Claire e o restante da família. Precisam agir o mais discretamente possível, pois a segurança deles depende disso. Claire tem seu primeiro dia de aula na sua nova escola e seu pai precisa lidar com um chefe arrogante. Ambos são provocados e percebem como manter-se “normal” é uma tarefa bastante difícil. Claire se sai melhor e consegue controlar o impulso de voltar a ser um cheerleader. Já o sr Benett acaba dando uma lição no chefe, quase arrancando o dedo dele. A seqüência mais misteriosa envolvendo este núcleo é a que mostra um colega de classe de Claire, chamado West. O garoto aproxima-se dela durante a aula e a noite é visto espiando ela pela janela da casa. O detalhe é que o rapaz, assim como Nathan Petrelli, tem a capacidade de voar…

Hiro está no Japão medieval, no ano de 1671. Usando seus poderes, ele consegue escapar de flechas disparadas por soldados e ainda salva um cavaleiro, que ele descobre ser seu herói Takezo Kensei – dono da famosa espada que Hiro usava na primeira temporada. Porém, para sua decepção, ele descobre que o herói não é oriental e sim um inglês. Para piorar, é um bêbado covarde. E que ao salva-lo, Hiro acabou modificando o rumo da história. Ele precisa agora reverter o que fez, algo que não parece ser muito fácil. Obviamente, caso Hiro tivesse controle sobre suas viagens no tempo, poderia voltar novamente e desfazer o equívoco…

Já o amigo de Hiro, Ando e o seu pai, sr Nakamura está preocupado com o sumiço dele – já se passaram quatro meses sem nenhuma notícia. Durante a conversa entre os dois, cai de dentro do jornal que o sr Nakamura estava lendo, uma foto sua, com o símbolo misterioso dos HEROES pintado em vermelho. Segundo sr Nakamura, aquilo significa que ele estará morto em 24 hs… Isso, se ele não conseguir ajudar do Jack Bauer…rsss

Nathan e Ângela Petreli se encontram no apto de Peter. Ele está barbudo e a cara do Jack (LOST) no flashfoward do último episódio….E assim como o doutor, está caindo de bêbado. Mãe e filho discutem e ele a expulsa do local, dizendo que ela é uma pessoa má. Ao sair, ela encontra uma foto sua, com a mesma marca da foto do sr Nakamura.


É ou não é o clone do Jack Shepard (LOST)

Ela então vai ao encontro de do pai de Hiro e lhe mostra a foto. As duas fotos são pedaços de uma mesma foto. Durante o diálogo deles, temos uma importante informação: restam apenas nove pessoas como eles, da geração anterior dos HEROES.

Ângela sai e logo depois, um personagem encapuzado aparece (me lembrou Sylar) e derruba o sr Nakamura do prédio, assassinando-o (agora restam 8…). Ando chega a tempo de presenciar tudo, sem consegui, no entanto, interferir.

Claire liga para Natan, mas ele não quer falar com ela. Ele se olha no espelho e se vê com o rosto completamente desfigurado… o que seria aquilo? Será que ele está utilizando algum poder para camuflar seu verdadeiro rosto, destruído pela explosão de seu irmão Peter?

E a revelação final e surpreendente do episódio: alguns assaltantes encontram Peter, algemado dentro de um container, em um porto da Irlanda. E o mais estranho: ele está completamente desmemoriado…

HEROES começa com todo gás. Um roteiro ágil, repleto de mistérios e com a participação de muitos personagens. A produção está caprichada, dando a impressão que a NISSAN, principal patrocinadora do seriado, injetou uma boa grana, principalmente depois do final da temporada passada, que foi pobre e ridículo.

Anúncios

5 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Pobre e ridículo. Essas foram as palavras que você usou para a season finale. Faço minhas suas palavras, mas para a season premiere. Achei o episódio mais fraco que a finale (sim, achei a finale o cúmulo. agora imagine o que achei dessa premiere).
    50 minutos que talvez poderiam até ser reduzidos a um ep de meia hora. Muitas cenas avulsas, muitos personagens, pouquíssimo aprofundamento. Mohinder continua disparado em cenas iverossímeis e falsas. O que foi ele partindo pra cima do careca dando uma de durão? O que foi ele ligando para o Sr Benett como se eles realmente estivessem fazendo algo pelas costas da “grande máfia” (como se a máfia não fosse poderosa o suficiente para descobrir o que estão tramando contra ela).
    Tirando o núcleo da Molly e da Claire, tudo foi desinteressante e superficial. Interessante o destaque que estao dando para a garotinha, sem contar que ela é uma ótima atriz melhor ainda que o Micah. Interessante também o jantar da familia Benett, conseguindo mostrar o tédio deles em tentar viver normalmente.

    Agora, revelação final e surpreendente? Peter estar vivo não é nada de revelador, muito menos surpreendente. Não consigo acreditar que eles cometeram umas das piores mancadas de Smallville -o que fazer agora quando o personagem está perto de se encontrar? Ah! Tire a memória dele, sempre funcional.
    *Jóia para quem teve a idéia*
    Depois de tanto ódio por um único episódio, a única coisa que me faz querer ver os eps seguintes é pq ainda tenho esperança de ver um episódio tão bom quanto o do flashback da Claire e o Five Year Gone. Sem contar que ainda tem Veronica Mars, não?

    Vamos ver que bicho isso vai dar.

    [ ]s

  2. Valeu Picelli pelo ótimo comentário. Eu nunca consegui me empolgar muito com HEROES, mas mesmo assim, vou continuar assistindo.
    E uma coisa muito irritante, é o fato do Japa Hiro ainda não ter aprendido a lidar com seus poderes… aliás, o dia que ele aprender,a série acaba, pois ele poderia resolver todos os problemas em meio capítulo.

    Qual é o seu blog?

  3. Qnto ao Hiro, tinha me esquecido de comentar. Eu acredito que o mérito do “herói” inglês será todo do Hiro. E até que isso vai ver interessante – ele ser fissurado pela história do grande samurai sem ele saber que foi ele que fez com que o samurai ficasse famoso.rs.

    Desculpe se eu fui totalmente contra o seu post sobre o episodio, mas é para isso que serve os comentários, né? =P

    Abraços!!

  4. Ah!!! E quanto ao rosto do Nathan, está claro que ele viu o Peter refletido no espelho. É apenas o peso na consciência de ter causado a morte de Peter, afinal, o que ele ve no espelho é a face de Peter desconfigurada (queimada, derretida.. repare no corte do cabelo).

    [ ]s

  5. Não achei que Heroes começou com todo gás… Achei o episódio bem mediano. House sim começou com tudo! Os roteiristas de Heroes tinham que ter umas aulinhas…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: