TROPA DE ELITE

setembro 29, 2007 às 11:38 am | Publicado em Filmes | 2 Comentários

Davi Cruz – Nota 9,5

Normalmente, não tenho muita expectativa em relação a filmes nacionais. Mesmo que, com algumas exceções como o divertido O AUTO DA COMPADECIDA e a obra-prima CIDADE DE DEUS, a grande maioria dos filmes ainda não me agrada. Para piorar a situação, o sucesso de O AUTO DA COMPADECIDA ainda motivou ainda mais os cineastas brasileiros a insistirem no surrado gênero “filme sobre o nordeste”. Não, não tenho nada contra esses filmes, porém acho que o Brasil é bem maior do que isso. E todo assunto, por mais interessante que seja, acaba saturando.

Meu medo agora, é que o sucesso de CIDADE DE DEUS, seguido de TROPA DE ELITE, lance uma enxurrada de filmes sobre favelas cariocas…

Falando agora no filme em questão, vou direto ao ponto: TROPA DE ELITE é um filme ótimo (tratando-se de cinema nacional, é expetacular), tem uma crueza assustadora, é ágil e, não podemos esquecer, é uma obra de ficção – e deve ser assistido e encarado dessa forma, embora muitos tentem encará-lo como uma reportagem do JORNAL NACIONAL.

Grande parte do que está ali, realmente existe. Grande parte da Polícia é corrupta? Claro que é. A mensagem é duvidosa? Sim, com certeza. Mas para mim, o importante é que trata-se de grande filme de ação. Achei, inclusive, superior a CIDADE DE DEUS, embora não tenha dúvida de que o filme só tenha sido possível graças ao sucesso e a repercussão da obra-prima de Fernando Meirelles – e inclusive copie muitos conceitos desse filme (até por ter sido escrito pelo mesmo e genial Bráulio Mantovani).

Mas, se é para copiar, então que sejam copiadas coisas boas. Um exemplo disso, fica bem claro nos instantes finais do filme, numa seqüência longa, sem cortes, que culmina com um disparo que deixa a lente da câmera suja de sangue – e mesmo assim, a cena continua por mais alguns instantes, acompanhando um personagem fugindo por uma escadaria. Na hora, me lembrei de uma cena muito parecida (pelo menos, conceitualmente), daquele que foi, para mim, o melhor filme de 2006 – FILHOS DO AMANHÃ do mexicano Alfonso Cuarón.


Sangue na lente (literalmente)

TROPA DE ELITE, filme de José Padilha (diretor de ONIBUS 174) conta ainda com um ótimo elenco, com destaque para os três protagonistas Wagner Moura, provavelmente o melhor ator da sua geração, o experiente Caio Junqueira e o estreante André Ramiro (impressionante a transformação desse personagem, inicialmente sereno e, ao final do filme, transformado pela fúria).

A história mostra o dileta do Capitão Nascimento (Moura), um oficial exemplar do BOPE (grupo especial da polícia carioca) que, tomado pelo stress e preocupado com o nascimento do filho, pretende sair do grupo (quando digo que ele é um oficial exemplar, é sob o ponto de vista da corporação, embora eu acredite que, naquele mundo em que eles vivem, a violência das suas ações seja um mal necessário) Para conseguir seu afastamento (e conseguir ficar tranqüilo, pois ele é bastante responsável), precisa encontrar um substituto “a sua altura” (sim, ele não é nem um pouco modesto), o que inclui dirigir em treinamento severo para aspirantes ao BOPE. Segundo a narração em off, feita pelo próprio Wagner Moura, o treinamento é mais intenso que o utilizado pelo exército israelense e, para cada 100 participantes que o iniciam, 95 acabam desistindo.


Treinamento estilo NASCIDO PARA MATAR, de Stanley Kubrick

Entre estes aspirantes, estão Neto e André, policiais integros e amigos de infância. Enquanto Neto é também estudante universitário, tranqüilo e metódico, André é pura adrenalina e sente-se bastante a vontade em meio à tiroteios.

Basicamente essa é a história. Porém a maravilhosa montagem a torna ainda mais envolvente e aguça a nossa curiosidade. A fotografia é nada menos do que perfeita (até porque o diretor de fotografia é Lula Carvalho, que participou de quase todos os grandes filmes nacionais dos últimos tempos)

Ao pesquisar no IMBD, o que mais me chamou a atenção e que merece grande parte dos créditos pela qualidade do filme, é o diretor da segunda unidade (responsável pelas cenas de ação), chamado Phil Neilson. No seu currículo constam trabalhos (como diretor de segunda unidade ou diretor de dublês) como OS CAÇA FANTASMAS II, BONS COMPANHEIROS, ARMAGEDON, GLADIADOR e AS CRÔNICAS DE NARNIA…

Como em qualquer ramo, seja numa empresa, seja numa universidade, seja no cinema, acho isso muito válido. Só assim, agregando talentos, é que ocorre a troca de experiência e conhecimento.

Anúncios

2 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. E o melhor de tudo é o boneco do Capitão Nascimento:
    http://www.eupodiatamatando.com/2007/09/30/chegou-o-boneco-do-capitao-nascimento/

  2. Grande Gaucho! Abração meu amigo.
    Bem o filme é uma excelente obra de cinema nacional e vem de uma vez por todas desmistificar essa grande ilusão de que os filmes nacionais não são bons ou não são bem feitos! O grande lance deste filme pra mim é que ele rompe essa grande ideologia do bandido e que ele é simplesmente porduto do meio e que todo o país conspira pra ele. Existem sim problemas sociais e creio também que a miséria e a falta de opção seja um agravante mais existem muitas pessoas que vivem com uma condição além miséria e nem por isso se bandeiam para o tráfico e pro roubo. O filme rompe essa visão e mostra que ladrão é ladrão e cidadào é cidadão. Unívoco no sentido de associar os usuários como co-participantes ou melhor sócios do crime organizado!

    Enfim, faltou sim uma visão mais imparcial, mas… como início de um marco está maravilhoso!!!! Nota 10!! Apesar do meu amigo não concordar!!

    Grande abraço!!!

    Marllon – Manaus-AM

    Até dezembro!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: