GOSSIP GIRL [1X13] – A Thin Line Between Chuck and Nate

janeiro 29, 2008 às 1:10 pm | Publicado em GOSSIP GIRL | 1 Comentário
Tags:

Davi Cruz – Nota 8,0

Outro episódio apenas regular de GOSSIP GIRL, mas que conseguiu me agradar por retratar um tema interessante: a amizade entre Blair e Serena. Claro que não foi apenas esse tema tratado no episódio, mas achei que esse foi o mais bem desenvolvido, uma vez que só mesmo uma grande amizade para fazer Serena insistir em uma pessoa como Blair.

Serena faz de tudo para ajudar a amiga, inclusive assumindo para si o boato sobre uma provável gravidez, divulgado no blog GOSSIP GIRL – quando na verdade o teste comprado por Serena era para Blair.

Blair, aliás, come o pão que o diabo amassou neste episódio. Além da suspeita (que acaba não se confirmando) de que estaria grávida, ela ainda sofre com a divulgação do fato de que teria transado com duas pessoas na mesma semana (Chuck e Nate), algo impensável para a garota considerada mais pura da escola. Todas as suas amigas se afastam e Nate, após saber da traição, também a escorraça. O próprio Chuck (como ele é mau!) se recusa a ficar com ela e ainda a humilha.

snapshot20080129130323.jpg

Ela só não vai embora para a França porque Serena a impede, mostrando ser sua única e verdadeira amiga.

Achei interessante também o processo de transformação pelo qual passa Jenny. É aquela velha história: “quer conhecer uma pessoa de verdade, dê poder à ela”. A doce garota, vai aos poucos mostrando as suas asinhas. Não acho que ela irá se tornar alguém cruel como Chuck ou mesmo Blair, porém seu comportamento já mudou bastante. Neste episódio, ela é finalmente aceita na turma da patricinhas. Outro detalhe legal foi perceber a reação dela, ao ver um pouco dela mesma em uma garota novata, que faz tudo para ser aceita.

Além disso, Jenny volta a ser aproximar de Nate, uma vez que é ela quem conta a ele sobre Chuck e Blair. Eles já tiveram aquele beijo acidental e depois passaram o aniversário de Blair juntos, conversando. Será que, além do lugar de Blair na turma, Jenny ainda vai roubar o namorado dela?

Fora isso, temos Rufus, resolvendo abandonar o passado e seguir a vida – e se mostrando um grande garanhão, já que recebe duas cantadas em menos de um minuto.

snapshot20080129130259.jpg

E, encerrando, temos um tema “enrolation” no episódio, que mostra Dan querendo dizer para Serena que a ama e, inseguro como sempre, com medo da reação (e da resposta dela). No final das contas, só valeu porque Dan diz para Serena que ela ri “como uma garota de 4 anos de idade”. Realmente, a risada dela é meio estranha….

GOSSIP GIRL [1X12] – School Lies

janeiro 28, 2008 às 4:29 pm | Publicado em GOSSIP GIRL | Deixe um comentário
Tags:

Davi Cruz – Nota 7,5

Apesar do roteiro fraco e cheio de furos, acabei gostando deste episódio por causa da mensagem que ele passa, por mais triste que seja: não existe como lutar contra os privilégios do dinheiro e poder.

Dan, Serena e o restante da turma participam de uma festa, que ocorre na piscina da escola. O detalhe é que o local está sendo utilizado sem a permissão de ninguém, sendo simplesmente invadido. Durante a festa, com farto consumo de bebidas e drogas, ocorre um acidente que por pouco não causa a morte de um rapaz.

snapshot20080128162348.jpg

 

Um celular esquecido no local, cheio de fotos da festa, denuncia os participantes para a direção da escola, que pretende expulsar o responsável pela invasão. Como ninguém quer denunciar ninguém, a direção promete expulsar todos os participantes, a menos que o culpado seja apresentado.

A grande maioria não leva a ameaça a sério, pois sabem que são ricos e que a lei não é para eles. Porém Serena, cujo historio é repleto de problemas escolares, e Dan, portador de bolsa escolar, não podem se dar ao luxo de serem expulsos e ficam preocupados com a situação – que só piora quando Serena conta que ela foi a responsável pela invasão.

Enquanto isso, Lily e Rufus decidem fugir juntos, para tentar um recomeço. E, neste momento, fiquei bastante chateado com o egoísmo de Serena. Ela se opõe a essa idéia, fazendo a mãe desistir da chance de ser feliz, apenas por um capricho – já que, o fato de sua mãe casar com Rufus não a impediria de namorar Dan. E, o que é pior: um namoro adolescente foi colocado em primeiro plano, diante de um amor verdadeiro, que já durava uma vida toda… Maaaaas, tratando-se de um seriado para adolescentes, não é de se espantar…

Enfim, no final das contas, Lily acaba aceitando o pedido de casamento de Bart Bass, que faz algumas ligações e evita que Serena seja expulsa da escola. Dan e Serena terminam bem, estudando juntos para uma prova, porém ela agora precisará lidar com Chuck, seu novo meio-irmão e, para piorar, devendo favores para o pai dele.

snapshot200801281528421.jpg

Pelo menos, alguém passou a perna em um dos Bass: Vanessa enganou Chuck, lhe vendendo uma fita em branco por U$ 10 mil – entregando a verdadeira, e incriminadora fita, para Blair.

Meme de Blogs de Seriados

janeiro 28, 2008 às 1:38 pm | Publicado em 1 | 2 Comentários
Tags:

Recebi um convite duplo para participar do novo MEME que está rolando – onde preciso indicar 03 blogs que eu goste muito. Antes, gostaria de citar e agradecer às pessoas que me indicaram:

– Simone Miletic do SÓ SERIADOS DE TV e
– Maurício (que bloqueou o profile dele, e por isso, não consigo pegar o link do blog…rsss)

Os blogs que eu gostaria de indicar são os seguintes:

JORDANNA-FRANÇA da minha amiga goiana, fã do finado THE O.C.

TUDO SOBRE SÉRIE da Samantha, que andava sem atualizar o blog mas agora promete voltar com tudo.

POP CANDY – ótimo blog da Julia.

Um abraço!

FNL [2X10] – There Goes the Neighborhood

janeiro 28, 2008 às 12:56 pm | Publicado em FRIDAY NIGHT LIGHTS | Deixe um comentário
Tags:

snapshot200801281004241.jpg

Davi Cruz – Nota 9,0

Sim, eu sei que estou atrasado. Mas nem por isso, vou deixar de registrar o comentário sobre o episódio 2×10 de FNL.

Devido a um tornado ocorrido na cidade de Laribee, o time de lá precisa treinar na sede dos Panthers – enquanto sua própria sede está sendo reconstruída. Não é surpresa nenhuma que logo começam os conflitos entre os atletas das duas equipes.

Temos várias brigas e discussões, que culminam em uma discussão séria entre os dois treinadores, depois que o treinador de Laribee empurra Tim Riggins, o que causa a ira de Eric Taylor.

Tais desentendimentos provavelmente servirão de tempero para a próxima partida entre os dois times.

Outro assunto abortado no episódio é a decisão de Pam, mãe de Lyla, de casar-se novamente. Essa notícia deixa Buddy desesperado e resulta numa bela cena entre ele e sua esposa, que deixou duas certezas:

– Por trás do sucesso de Buddy (e da maioria de nós homens) sempre existe um grande mulher. Percebemos isso quando Buddy conta como sua ex-mulher sempre lhe deu suporte para o crescimento da GARRIT MOTORS e pela forma firme como ela lidou com aquela situação, onde o marido estava desesperado e prestes a perder o controle.

– FNL se destaca pela homogeneidade do seu ótimo elenco. Essa cena entre Buddy e Pam é uma prova disso.

O episódio também voltou a mostrar o complicado relacionamento entre Landry (outro ator fantástico) e Tyra. Ela percebe que realmente está gostando do rapaz, mas não consegue aceitar a idéia – afinal, ele é feio e considerado um nerd na escola. E ela, como sabemos, sempre foi considerada a bonitona da escola – apesar de também ser a “vadia”. Vamos ver se a conversa entre os dois, durante o baile, surtirá algum efeito.

snapshot20080128100525.jpg

Chegamos então ao tema principal do episódio: Tim Riggins e a família de Eric Taylor.

Tamy não está a vontade com a presença do jovem na casa, principalmente por perceber que essa presença mexe com Julie e, principalmente, com sua irmã Shelley – e me chama a atenção a mudança de personalidade de Tamy, cada vez mais insegura e rabugenta, ao contrário da mulher firme e compreensiva da primeira temporada.

Já o pobre Tim, ao contrário do que era de se prever, está tendo um comportamento exemplar (pelo menos, para o padrão Riggins ), ajudando a consertar coisas, respeitando e sendo amigo de Julie e sendo compania para Eric.

Porém, como sempre acontece na nossa sociedade, ele acaba pagando pela sua fama: ao tentar ajudar Julie, que se embriagou em uma festa, ele pega a moça no colo e a coloca na cama. O pai dela chega naquele exato momento e acha que está vendo o rapaz “se aproveitando” da filha (afinal, aquele é Riggins…) e o expulsa da casa.

snapshot20080128100623.jpg

Detalhe:

– Julie tomou todas depois de ver Matt e Carlotta juntos;

– Acho que Tim poderia ter sido mais enérgico e tentado se explicar – afinal, a acusação era bem séria.

– Será que Julie não vai lembrar de nada?

São algumas das questões que ficam para o próximo episódio, que estarei comentando o mais breve possível.

Aliens Vs. Predador 2

janeiro 28, 2008 às 8:52 am | Publicado em Filmes | 4 Comentários
Tags: ,

Davi Cruz – Nota 3,0

Vou ser curto e grosso em relação a essa continuação: é um filme HORRÍVEL. Mesmo que o primeiro filme não tenha sido nenhuma maravilha, fiquei impressionado com a falta de qualidade deste segundo.

Não sei se o que me irritou mais foi o fato de conseguirem levar personagens oriundos de ótimos filmes até o fundo do posso ou se foi a total falta de vergonha na cara com que os roteiristas criaram essa história. Consideraram que todos os expectadores eram idiotas – para aceitar tantas bobagens – e ainda por cima, não tiveram o trabalho sequer de tentar desenvolver os personagens.

Temos uma militar durona, um adolescente babaca e seu irmão machão, um xerife com cara de latino, uma loira gostosa e fútil e alguns adolescentes valentões, além de outros que nem cabe citar.

aliens11.jpg

Mal sabemos os nomes deles e, principalmente, não temos motivo nenhum para nos preocuparmos com os seus destinos.

Assim, o que vemos na tela são vários monstros se matando e, de quebra, matando esses outros “personagens”.Além disso, o filme é escuro demais – provavelmente na tentativa de economizar dinheiro em cenários e efeitos especiais – e na maioria das cenas, é impossível descobrir o que realmente está acontecendo.

aliens2.jpg

Para não me estender muito em relação as bobagens do roteiro, vou apenas citar algumas delas (o filme não merece mais do que isso):

– Os PREDADORES são tão burros quanto os humanos do filme! Um deles, fica atirando para todo lado, tentando matar um ALIEN dentro da nave. Só que ele atira tanto, que praticamente destrói sua própria nave, que cai na terra. Acho que os personagens mais expertos são os ALIENS – isso que eles só sabem grunir e comer.

– Todos os clichês do mundo estão lá: os personagens que vão sumindo, sem que ninguém desconfie de nada, a seqüência na usina abandonada, a gostosa que quer dar para o nerd, etc.

– A chave do carro desse nerd é jogada dentro de um bueiro. Bastaria abrir a tampa do bueiro e pegar a tal chave, que deveria estar exatamente embaixo do bueiro (afinal, ela não tem asas e nem pernas). O que o personagem faz? Espera anoitecer para, no escuro, entrar no bueiro e tentar achar a chave… e ainda percorre centenas de metros nos túneis até acha-la…

– Os militares chegam para ajudar os habitantes. Chegam em modernos tanques e caminhões. A primeira coisa que fazem, em um território considerado perigoso? DESCEM dos veículos, para serem mortos… O líder deles, dentro do tanque mais seguro, ao ouvir os gritos e tiros vindo do lado de fora, ao invés de ligar uma câmera ou radar (ou algo assim), simplesmente abre a escotilha (é escotilha?) e bota a cara para fora, para “espiar” o que estava acontecendo (e claro que é imediatamente decapitado por um ALIEN)…

– O PREDADOR dissolve todos os corpos encontrados, utilizando um potente ácido. Tudo isso para não deixar pistas. Só que, lá pelo meio do filme, ele simplesmente arranca a pele de uma pessoa e pendura o corpo em uma árvore, numa atitude discretíssima…

Enfim, um filme pavoroso, em todos os sentidos. Não recomendo nem para os fãs mais ardorosos.

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.