OS SIMPSONS

janeiro 14, 2008 às 2:05 pm | Publicado em Filmes | Deixe um comentário

Davi Cruz – Nota 8,0

Depois de minhas merecidas férias, retorno ao blog postando o comentário sobre o filme dos SIMPSONS – um dos poucos a que assisti durante este período de descanso.

Não sou um fã ardoroso dos SIMPSONS, embora sempre tenha nutrido uma grande simpatia pela série. Por um motivo ou outro, acabei acompanhando, no geral, a poucos episódios – o suficiente para notar uma certa falta de criatividade nos episódios mais recentes, contrastando as primeiras temporadas sensacionais.

Em relação ao filme, fica evidente o esforço dos realizadores em criar um filme divertido, com uma boa quantidade de piadas por minuto e resgatando os principais elementos da série. O resultado é bom, sem ser excepcional. Até porque um filme que precise de 11 roteristas para ser criado não pode ser excepcional.

O humor politicamente incorreto está lá, estampado em cada segundo da história, assim como a crítica mordaz à alienação americana. Porém, como em toda a série de duração muito longa, as características dos personagens acabam tornando-se exageradas demais.

Digo isso porque, em certos momentos, o filme me fez lembrar a finada atração global chamada SAI DE BAIXO. Em especial, a personagem Magda, interpretada pela atriz Marisa Orth. Se no começo da série, ela era uma esposa fogosa e um tanto quanto atrapalhada (o que rendia boas piadas), com o passar dos anos, a personagem acabaria se transformando numa completa débil mental – muito menos divertida. Na minha visão, algo parecido ocorreu com Bart e seu pai Homer. O garoto ficou famoso por ser um pestinha incorrigível, enquanto seu pai era uma caricatura do americano médio e burro. No filme, porém, ambos apresentam um comportamento típico de retardados mentais – o que, para mim, enfraquece bastante a crítica social presente na história.

Fora isso, o filme tem uma história sem grande inspiração, que mostra a cidade de Sprigfield mergulhada (literalmente) na poluição, o que obriga o governo a uma atitude radical: isolar a cidade utilizando uma redoma de vidro.

O grande destaque, para mim, são as cenas envolvendo Lisa e sua mãe, Marge Simpson. Lisa esta sempre preocupada com o meio ambiente (mesmo diante da total repulsa dos outros habitantes da cidade, diante das suas idéias) e sua mãe consegue ser romântica, mesmo convivendo com um marido que prefere a companhia de um porco à dos seus familiares.

Temos boas piadas, sendo que as que mais me agradaram são aquelas que não tratam diretamente da história, e sim da indústria do entretenimento. Os SIMPSONS debocha dos expectadores, pelo fato destes pagarem para assistir no cinema a algo que podem ver em casa, de graça. Além disso, fazem algumas piadas em relação à pirataria e em determinado momento, colocam comerciais da Fox na tela.

Aplausos para a animação, maravilhosa. Apesar da aparência simples, a animação é muito caprichada e bonita – mantendo, com tudo, as características do seriado da televisão.

Talvez tenha faltado apenas alguma cena realmente inesperada – porém isso é muito difícil em uma série já com 18 anos de existência. Ou seja, quem ainda não assistiu, pode ver e se divertir bastante, contanto que não exagere muito na expectativa.

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: