O GRITO 2

fevereiro 7, 2008 às 4:17 pm | Publicado em Filmes | 2 Comentários
Tags:

ogrito.jpg

Davi Cruz – Nota 6,0

Aqui estou eu, com mais uma tentativa frustrada de tentar encontrar um bom filme de terror. Na verdade, loquei esse filme apenas porque seria grátis (“Alugue dois lançamentos e ganhe uma locação grátis”). Como a tal “locação grátis” não dava direito a outro lançamento, acabei optando por esse O GRITO 2.

O primeiro O GRITO já não havia sido nenhuma obra-prima. E esse segundo, além de não assustar, ainda tenta, usando uma montagem não-linear, ser um filme “complexo” (a impressão que tive é que tentaram criar uma reviravolta final, ao estilo SEXTO SENTIDO – o que, é claro, não conseguiram).

No início do filme, assistido durante a madrugada, ainda cheguei a me empolgar com a possibilidade de bons sustos. A produção é caprichada e tem um clima tenso – mas que emperra num grande problema: a história (e a criatura) já está muito desgastado. Depois do ótimo O CHAMADO, que iniciou a moda das adaptações de filmes de horror japoneses, dezenas de filmes surgiram com temas (e personagens) muito parecidos. Nas férias, joguei FATAL FRAME na PlayStation e lá estava o mesmo fantasma da mulher-vingativa, com seus cabelos negros, pele branca e olhos esbugalhados.

Além disso, achei a trama bastante confusa (mas não complexa) e com poucas cenas criativas e assustadoras. A cena do orelhão mesmo, chega a ser constrangedora de tão sem graça. Se salvam apenas as primeiras cenas na casa assombrada (quando uma das meninas fica presa no armário) e algumas cenas dentro do apartamento.

Porém, o que realmente me desagradou foi o fato de não existirem regras para os fantasmas aparecerem (justamente o que estragou as séries SEXTA-FEIRA 13 e A HORA DO PESADELO, em seus últimos capítulos). Ou seja, os “monstros” (aqui, no caso, os fantasmas) podiam aparecer em qualquer lugar, a qualquer hora e não havia nenhuma hipótese de serem vencidos. Qual, então, a graça da história?

Acho que vale apenas como curiosidade, pelas imagens do Japão e para tentar adivinhar o final (que aliás, é bastante simples).

O diretor, Takashi Shimizu, é o mesmo que dirige a primeira parte e os dois originais japoneses. E é ele também quem dirige a terceira parte, anunciada para este ano (!!!!). E a produção é da GHOST HOUSE, produtora que tem como sócio ninguém menos que o sr. Sam Raimi. Aliás, essa GHOST HOUSE não tem feito nada que preste!

Como curiosidade, além da presença da “Buffy” Sarah Michelle Gellar (repetindo o papel do original), me chamou a atenção o papel de Jennifer Beals, a eterna dançarina de FLASHDANCE, que pode ser vista também na série THE L WORD.

2 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Toshio é mau! (RISOS)

    É, o um não é lá grandes coisas, o dois, então…

    Um filme bom de terror? A CHAVE MESTRA, eu adorei, não é aterrorizante, mas é surpreendente – Muito bom, recomendo.

    Ah, e também tem DARK WALTER, versão japonesa, mas, se você não gostou de O GRITO você não gostará dele.

  2. […] a MAIS ESTRANHO QUE A FICÇÃO e acabei abdicando dele para tentar a sorte com bombas como O GRITO 2 e NATAL […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: