FNL [2X12] What You Think You Are? e [2×13] Humble Pie

fevereiro 20, 2008 às 5:27 pm | Publicado em 1 | 1 Comentário

snapshot20080220170409.jpg

Davi Cruz – Nota 7,5 

Seguindo minha maratona para atualizar FNL, chego aos episódios 12 e 13. Episódios bastante movimentados, mas totalmente previsíveis. Realmente achei estranho, pois FNL sempre conseguiu fugir do óbvio.

Obviedade que, aliás, já começa com a relação entre Matt e Carlotta – criada apenas para separar, temporariamente, ele de Julie, criando com isso uma expectativa. Então, nada mais óbvio do que Carlotta ir embora, para ajudar a família que “estava precisando dela”.

Para piorar, a garota precisa antecipar sua viagem, saindo sem se despedir de Matt – deixando apenas uma carta.

Também totalmente previsíveis as seqüências mostrando Santiago reencontrando seus antigos amigos-barra-pesada. Buddy tenta ser compreensivo e os convida para visitar Santiago. Eles aparecem e fazer uma festa, que deixa vários móveis destruídos e um relógio desaparecido.

Mostrando que está decidido a mudar, Santiago vai atrás de um dos amigos (o mesmo ator que fazia o Weevil, em VERONICA MARS, num papel idêntico) e, após lutar com ele, consegue reaver o relógio.

Temos também a continuação do drama de Tamy, que não tem coragem de deixar Gracie na creche. Ela chega a pensar em desistir de trabalhar, mas Eric a impede de fazer isso. Depois de uma boa conversa, Tamy cria coragem e consegue levar a filha até a creche.

A seqüência é bem desenvolvida e é tem bons momentos, como a conversa entre o treinador Mac e Eric (mostrando o machismo do local) e as conversas entre o casal Taylor. Porém, acredito que o assunto, mesmo que pertinente, seja um pouco aborrecido para um série juvenil (infelizmente, é isso que FNL é).

Enquanto isso, Lyla é mostrada participando de um programa cristão de rádio. Devo confessar que os roteiristas me irritaram profundamente, tamanha é a obviedade das cenas clichê que ocorrem:

– Tim passa um trote para a rádio e irrita Lyla;

– Após isso, ele descobre que está apaixonado por ela;

– Lyla se envolve com o colega da rádio (assim como ela sempre se envolve com qualquer um que se aproxime dela).

– Tim leva flores para ela na rádio, mas chegando lá, presencia o PRIMEIRO beijo de Lyla no colega.

Preciso dizer mais alguma coisa? Acho que apenas cabe registrar a crueldade dos produtores com o personagem Tim Riggins. O cara não acerta UMA! É expulso da casa do treinador, Lyla e Tyra o desprezam, não tem emprego, nem dinheiro e nem família (além de um irmão bundão).

Neste episódio, Tim é ameaçado pelo traficante Guy, que lhe dá ainda uma surra. Ele só não é morto porque consegue o dinheiro com Lyla (aliás, outro absurdo). Ela dá o dinheiro para que ele nunca mais a procure.

Temos a volta de Jason Street. Ele é convidado por Buddy para trabalhar como vendedor de carros. Como em qualquer novo emprego, Jason é hostilizado pelos colegas e sente dificuldades em vender carros. Em mais uma seqüência clichê, ele é motivado por Buddy e consegue vender um carro para o cliente mais difícil da cidade.

snapshot20080220171604.jpg

Após ter resolvido seu problema com a creche, Tamy tem um novo desafio: treinar o time de vôlei feminino – que é péssimo. Porém ela percebe que Tyra é bem alta e a convence a participar do time. Já estou cansado de escrever “obvio” e “clichê”, mas infelizmente este é mais um exemplo: Tyra mostra-se uma ótima jogadora e o time consegue vencer sua primeira partida no ano.

Tyra, além de descobrir seu talento esportivo, precisa lidar com uma concorrente: uma nerd chamada Jean, que é praticamente a alma gêmea de Landry. Nem vou perder tempo escrevendo muito sobre essa situação, pois achei ela bobinha.

Finalizando, temos a volta do tema racismo, sempre importante e bem apresentado pela série. Como sempre, o centro de tudo é Smash, que vê seu namoro com Noelle ser proibido pelos pais delas – justamente porque ela é branca e ele negro.

Eles resolvem se encontrar escondidos, mas num desses encontros, ele se envolve em uma briga com um garoto branco, após ouvir piadas racistas dele.

Infelizmente, Smash parece não ter aprendido com os acontecimentos recentes da série e, após ser preso, ainda dá declarações estúpidas a um repórter da TV local.

Toda essa situação acaba fazendo com que ele seja suspenso do campeonato. Como sua pena é de 3 jogos, ele fica assim de fora dos playoffs.

Apesar da previsibilidade desta parte do roteiro, acho que é um assunto que sempre merece ser discutido.

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Eai cara, entao FNL eu acho uma gde serie! Mais é uma pena a NBC ainda nao ter renovado a serie, estou torcendo para que ela nao seja cancelada… até mais ai;


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: