STARDUST (2007)

abril 21, 2008 às 10:36 pm | Publicado em Filmes | Deixe um comentário

Davi Cruz – Nota 8,5

Com o computador devidamente formatado, cá estou de volta ao blog, com uma série de filmes assistidos nas últimas semanas para comentar.

O primeiro deles é a fantasia STARDUST que, desde já, classifico como uma das boas surpresas que tive neste ano.

A história, baseado em um livro de Neil Gaiman (não digitei errado, é um livro mesmo, e não uma HQ) tem todos os elementos típicos de um tradicional conto de fadas. O diferencial fica por conta da forma como esse conto de fadas é contado.

Antes de tudo, temos a saudável influência da trilogia SENHOR DOS ANÉIS, que resulta em um visual caprichadíssimo com lindas cenas rodadas na Escócia e na Islândia. Aliás, falando na trilogia, um detalhe curioso é que o narrador da história é ninguém menos de que Ian McKellen, o Galdalf daquela história.

Os efeitos especiais também são de boa qualidade e dão a idéia de que o projeto custou bem mais do que os US$ 65 milhões divulgados.

No filme, acompanhamos as aventuras de Tristão, fruto do relacionamento que seu pai Dunstan e a escrava Uma, do reino místico de Stormhold. Morando na pacata cidade de Muralha, na Inglaterra, Dunstan havia conseguido entrar no tal reino, localizado depois de um muro proibido, e lá conhecido Una – na verdade, uma princesa mantida sob uma maldição. Temendo pelo futuro do seu filho, Una acaba enviando Tristão, logo após seu nascimento, aos cuidados do pai, que o cria em Murada. O garoto cresce e leva uma vida simples, tendo como único sonho a conquista do amor da fútil e mimada Victoria. Para isso, o Tristão promete buscar uma estrela cadente, que acabara de cair do outro lado do muro proibida, e dá-lha de presente para a amada.

 

A estrela em questão, na verdade, fazia parte de um desafio lançado pelo rei de Stormhold: aquele que, possuidor de sangue real, conseguisse recuperar sua jóia, seria o novo rei. A jóia havia sido lançado para longe e atingido uma estrela, vindo a cair junto com ela no meio da floresta. A estrela, ao cair, assume sua uma forma humana (chamada Yvaine) que, achando a jóia muito bonita, resolve coloca-la no pescoço.

Tristão consegue encontrar a garota-estrela e a jóia e resolve levar as duas para presentear Victória – para isso, prometendo ajudar Yvaine a voltar para o céu. Porém, no encalço deles estão os herdeiros do rei e, para piorar, várias bruxas velhas, que querem o coração da estrela para conseguir a juventude eterna.

A história pareceu fantasiosa demais? Relendo esse resumo que fiz, realmente tive essa impressão. Mas, por incrível que pareça, tudo é contado com tanta naturalidade que realmente não incomoda e ainda consegue empolgar.

Para isso, contribui o fato de que o filme não se leva tão a sério, sendo repleto de cenas divertidas. Destaque para os herdeiros do rei que, assim que morrem, transformam-se em fantasmas. Além das divertidas situações envolvendo os fantasmas, a caracterização deles também é hilária, uma vez que mantém elementos referentes ao momento das suas mortes: um deles continua um machado encravado na cabeça, outro está nu, pois havia morrido durante o banho.

Outra cena que me agradou, tanto pelo humor quanto pela criatividade, foi aquela que mostra o duelo entre Tristão e o cadáver do herdeito Septimus.

Todo o elenco é ótimo e é impossível não destacar Michelle Pfeifer, no papel de bruxa, e Robert De Niro, como o pirata-transformista. Os dois parecem realmente à vontade e se divertindo muito.

Enfim, um filme muito bem realizado, que mesmo sem fugir de alguns momentos clichê, é muito bem realizado e consegue divertir bastante que não tiver preconceitos em relação a filmes de fantasia.

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: