HOMEM DE FERRO (Iron Man/2008)

maio 7, 2008 às 10:24 am | Publicado em Filmes | 5 Comentários
Tags: ,

Davi Cruz – Nota 9,5

Na minha infância, pulei diretamente dos quadrinhos Disney para os videogames (começando pelo Odissey e seguindo até o PlayStation 2, quando me “aposentei” dos games), ou seja, não acompanhei nenhum HQ de “super-herói”. O pouco que conheço destes personagens, se deve aos filmes e desenhos animados.

Do personagem HOMEM DE FERRO, nem isso posso dizer, pois não sabia absolutamente nada sobre ele. Porém, ao contrário de atrapalhar, acredito que esse fato só tornou ainda mais agradável a experiência de assistir ao novo blockbuster da Marvel.

O filme retrata os fatos que levaram Tony Stark, playboy na essência da palavra, magistralmente vivivo por Robert Downey Jr, a tornar-se o herói HOMEM DE FERRO. Tony, herdeiro de um império industrial fabricante de equipamentos bélicos, é uma lenda viva, tanto pela sua inteligência e fortuna, quanto pela vida totalmente desregrada, sempre cercado por mulheres e bebidas e ignorando limites.

Durante uma visita ao Afeganistão, onde apresentaria mais um lançamento das Indústrias Stark aos clientes locais, o comboio que levava Tony é atacado por terroristas. No ataque, estilhaços de uma bomba (ironicamente fabricada por ele mesmo) atingem seu coração e ele só não morre porque um cientista, contratado pelos terroristas, o salva. Isso é feito através do implante de um eletro-imã no seu peito, o que impede que os pedaços de metal penetrem em seu coração (a explicação é meio forçada, mas é a alma do filme). Com Stark a salvo, os terroristas exigem que ele construa um míssil poderosíssimo, conhecido como JERICHO, em troca da sua liberdade. Tony, ciente de que os terroristas nunca o deixariam escapar com vida, finge aceitar o acordo e, ao invés de construir o míssil, cria uma espécie de armadura voadora – que viria a ser primeira versão do traje do Homem de Ferro – e consegue escapar.

A partir daí, acompanhamos os efeitos desse incidente na personalidade de Stark: após quase morrer e acompanhar de perto oo poder destrutivo das armas criadas por suas indústrias, Tony torna-se mais humano e resolve combater o terrorismo mundo afora, além de modificar o foco dos negócios das Indústrias Stark – deixando de lado a produção de armamentos – o que deixa os acionistas e conselheiros em estado de choque.

A história é basicamente essa, sendo que vários aspectos tornam o filme ainda mais interessante:

– Antes de tudo, adorei a forma como o diretor (Jon Favreau, de ZATHURA) tenta dar uma visão realista a fatos claramente ficcionais. Os detalhes da construção da miniatura do primeiro reator Ark, ainda na caverna, são um exemplo disso. Mesmo sendo difícil de acreditar, a complexidade do processo torna a coisa toda mais aceitável.

– Os efeitos são simplesmente absurdos. É claro que eu não esperava outra coisa de uma produção desse nível, mas tanto as diferentes versões da armadura, quanto os elementos tecnológicos do laboratórios são um primor técnico.

– O elenco está muito bem e totalmente à vontade. Nem vou falar de Robert Downey Jr., já que ele praticamente leva o filme nas costas. Temos Gwyneth Paltrow, totalmente encantadora como srta. Pepper Potts, e Jeff Bridges, divertido e sem exageros no papel de Obadiah Stane. O único que não me agradou foi o personagem Jim Rhodes, feito por Terence Howard, já que em nenhum momento consegui me convencer da amizade entre ele e Tony Spark.

– Até mesmo o merchandising, tão irritante em alguns filmes, aqui é interessante. A marca AUDI, toda vez que é inserida, é feita de forma orgânica a trama – as cenas com o Audi R8 são empolgantes e achei interessante como o formato e a cor dos faróis de xenônio dos carros remetem imediatamente aos olhos do HOMEM DE FERRO.

– O clima do filme, como um todo, é divertido sem perder a seriedade. Exemplo disso é o ajudante virtual Jarvis, que apesar de executar funções importantíssimas, é sempre motivo de alguma reclamação por parte de Tony. Além disso, quem não se divertiu com o robô-extintor, que sempre teima em entrar em ação nas horas erradas?

– A forma inteligente como são inseridas duras críticas ao governo americano e a indústria de armamentos, em um filme que, teoricamente, deveria ser uma simples diversão escapista. Basta uma olhada nos créditos para entender: no time dos roteiristas temos a dupla Mark Fergus e Hawk Ostby, responsáveis pelo maravilhoso FILHOS DO AMANHÃ.

Para não dizer que eu não reclamei de nada, achei o duelo final bastante sem graça (mas, naquele momento, o filme já tinha sua nota garantida) e me incomodou o fato do personagem resistir a diversos acidentes sem grandes arranhões, mesmo quando está sem sua armadura.

Mas isso é realmente muito pouco, diante do ótimo filme que é HOMEM DE FERRO. Para mim, uma produção no mesmo nível de X-MEN e HOMEM ARANHA e superior a BATMAN BEGINS e SUPERMEN RETURNS. Agora, é aguardar para ver como serão os novos filmes de BATMAN e HULK. 

5 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Eai cara, nossa eu acabei de ver que esse filme esta em primieiro lugar ein. em um fds ele levou 1 milhao de pessoas ao cinema!!

    Mais eu nao quero assistir nao, na Sexta eu tinha duas opções, ele ou Super Hero e fikei com a 2ª opção. eu vi o trailer desse ae e nao curti…

    HUASHDUSAHDUAHS…

  2. Nossa, como tu tá rápido!

    Eu tô super curiosa de assistir!

  3. Lucas, assisti SUPER HERO e achei um filmezinho bem sem graça. Acho que tu fez a escolha errada…rsss

    Oi Si, a quanto tempo!? Tenho 3 comentários de BONES para postar… mas ainda não tive tempo….

  4. caraca esse filme e muito massa de ++++++++++++++++cara.muito show velho

  5. I love your blog.. very nice colors & theme. Did you design this website yourself or did
    you hire someone to do it for you? Plz answer back as I’m looking to create my own blog and would like to find out where u got this from. cheers


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: