WALL-E (2008)

julho 17, 2008 às 9:53 pm | Publicado em Filmes | 6 Comentários

Davi Cruz – Nota 10,0

Hoje, enquanto comentava sobre WALL-E com o Alex aqui do blog, ouvi dele a seguinte pergurta:

– É melhor que OS INCRÍVEIS? Porque adorei aquele filme…

Imediatamente, percebi o quanto havia gostado de WALL-E: ao tentar responder à pergunta, tive que fazer um enorme esforço para lembrar-me de como era a animação OS INCRÍVEIS. Não, não ando com lapsos de memória. Simplesmente as outras animações é que tornaram-se menores perto de WALL-E.

É claro que nem todos vão concordar comigo. Alguns vão dizer que o filme é longo, outros que é chato… Eu, porém, dois dias depois de assistir, ainda o considero uma jovem obra-prima. Tudo foi muito bem produzido para encantar e divertir e, o mais importante, sem alienar o público. Pelo contrário, a mensagem por trás da historinha (simples) é muito pertinente.

Ou fui só eu que me vi naqueles humanos gordos e solitários, mesmo no meio de tanta gente? Só eu que me lembrei dos diversos amigos virtuais que tenho – com os quais provavelmente nunca terei algum tipo de interação real? Só eu que percebi, mais uma vez, o nível de dependência que temos em relação aos computadores e a internet?

Enfim, quando podemos tirar essas e várias outras mensagens de dentro de um produto que, supostamente, seria voltado para o público infantil, é sinal que estamos diante de algo bom.

Partindo para os quesitos artísticos, WALL-E consegue ser ainda melhor. Seu principal trunfo, não há como negar, é a brilhante criação do personagem principal. Seu design consegue ser simples e cativante ao mesmo tempo, principalmente ao levarmos em consideração a expressão do “olhar” de WALL-E .

A forma curiosa, assustada e pura, com que o bonequinho encara a vida, torna a primeira meia-hora do filme, mesmo que praticamente sem diálogos, muito divertida.

Eu simplesmente não sabia se me deliciava com a história, ou se me ligava aos detalhes, como texturas, iluminação e poeiras, todos impecáveis.

Gostei muito do design do computador AUTO (este uma explícita homenagem ao computador de 2001-UMA ODISSÉIA NO ESPAÇO), em forma de timão.

Falando em design (e para não dizer que adorei tudo) me decepcionei um pouco com EVA. Apesar do brilhantismo na criação do seu visor digital (contrastando com as expressões mecânicas de WALL-E), não gostei da forma com que colocaram a “cabeça” e os “dedos” dela sem ligação com o restante da estrutura. É claro que aquilo representa uma tecnologia imensamente avançada, ligações magnéticas, etc, mas o fato é que simplesmente não gostei.

Fora esse pequeno detalhe (e algum outro que tenha escapado), posso garantir que WALL-E é um exemplo de projeto caprichado, inteligente e inovador, que merece ser seguido por todos os estúdios.

Nos próximos dias, devo assistir KUNG FU PANDA e volto para comentar.

OBS: não pude deixar de pensar na forma com que o famoso “narrador da Sessão da Tarde” um dia vai apresentar WALL-E: “Esse robozinho muito pirado vai aprontar todas…”

6 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Eu AMEIIII, AMEIIII,AMEIII de todo o coração e agora passo meus dias a espera de um Wall-e para a minha mesa, para fazer companhia ao meu computador, pena que esteja tão caro…

    E amei Eve… Mas,eu sei que tenho um fator de influência muito pesado: se foi o mestre de design da Apple que fez como eu não ia gostar?

  2. Fala, Davi!

    Tenho todos os filmes do estúdio Pixar. Realmente, Wall-E é um excelente filme. O difícil é saber qual o filme da Pixar que mais gosto, é tão impossível quanto tentar escolher um filho preferido…
    Não ligo muito para designer ou efeitos especiais de filmes ou animações, é a história que tem que ser boa, talvez por isso, não consegui encontrar nenhum defeito nesse filme, ou melhor, não consegui encontrar nada que não gostasse.
    Falando em efeitos especiais, assisti nesse final de semana ao filme Guerra dos Mundos, versão do Spielberg, que conseguiu transformar um excelente filme em algo medíocre, forçado… foi difícil agüentar até o final. Aí está um exemplo, ao menos para mim, que um filme não tem que só visual tem que ter enredo.

    Abraço!

  3. Grande Wagner! Tudo bem?

    Também concordo contigo que o importante é a história. Mas, como a história de WALL-E é tão bacana, achei mais interessante comentar sobre a parte visual do filme.

    Só que não podemos confundir design com efeitos especiais. Continuo batendo o pé em relação aos méritos dos criadores do personagem WALL-E. Tenho certeza que o filme não teria a mesma graça se o robozinho tão fosse tão encantador!

    Quanto a GUERRA DOS MUNDOS, assino embaixo. Foi o filme com os efeitos mais impressionantes, porém com os personagens mais estúdipos que já vi.

    abraço!

  4. Tudo bem Davi?

    É isso aí, não podemos confundir design com efeitos especiais e concordo com Vc sobre o mérito dos criadores e, no caso da Pixar o visual sempre está a serviço da história e nunca ao contrário. O robozinho me lembra aquele robô do filme Short Circuit, não sei se Vc já assistiu… claro não dá nem para comparar os dois.
    Outa coisa, Wall-E me fez refletir também, mais ou menos, como Vc e, isso já é algo de grande importancia em um filme. Meus filhos adoraram o filme de uma forma diferente da minha… esse é para todas as idades.

    Grande abraço!!!

  5. Claro que lembro do robô de SHORT CIRCUIT… Acho só que ele era bem mais alto,
    né? O filme era com o Steve Gutemberg (que, por sinal, desapareceu da mídia).

    Segundo li, WALL-E foi criado para ser uma mistura entre aquele robô (chamado NUMBER 5) e o E.T. de Spielberg.

    Hoje vou comentar sobre o filme DIARIO DOS MORTOS, que assisti ontem.

    abraço!

  6. EU simplesmente “ADOREI”esse filme ele é muito bom mesmo,a “GLOBO” podia passa-lo na “SESSAO DA TARDE” um dia,eu nao perderia jamais,e seria conserteza uma telespectadora com prazer,parabens aos criadores de WALL-E, esse é um dos melhores filmes do “PIXA” que ja vi.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: