BONES [4X01]- Yanks in the U.K (part 1 e 2)

setembro 14, 2008 às 3:03 pm | Publicado em BONES | Deixe um comentário

São muitas as razões que sempre me levaram a gostar de BONES, dentre as quais posso citar:

– Elenco entrosado e que aparenta realmente gostar da série.

– Diálogos inteligentes e criativos (fiz a tradução de alguns episódios e passei a prestar ainda mais atenção nisso)

– Produção caprichada, mesmo se comparada à outras séries mais badaladas.

– Boas histórias

Aliado a todos esses elementos, está o fato de que, mesmo mostrando crimes horrendos, a série sempre mantém um clima leve e divertido. Pode até parecer contráditório, mas acho isso muito importante, pois no final das contas, trata-se de uma diversão escapista, normalmente para ser acompanhada após um dia de trabalho.

Mas vamos ao que importa, que é a estréia da 4ª temporada de BONES:

Dirigido por Ian Toynton (que dirigiu alguns episódios de THE O.C. e da terceira temporada de 24 HORAS, além de BONES) este episódio duplo foi filmado em Londres, o que deu um gás novo a série e gerou momentos muito divertidos – conseguindo uma ótima média de 9,7 milhões de espectadores (nos EUA).

Antes de mais nada, o que mais chamou a atenção é a forma totalmente oposta com que a dupla Brennan e Booth encara as diferenças entre os EUA e a Inglaterra: enquanto ele, um legítico ianque do título acha tudo horrível e difícil (da pomposidade dos nobres aos carros ingleses), ela tenta adaptar-se à cultura local – algo que obviamente não dá muito certo, já que ela não adapta em lugar nenhum que não seja um laboratório.

A dupla, que encontrava-se em Londres para algumas palestras, é convidada a participar da investigação sobre a morte de uma jovem, filha de um inescrupuloso empresário americano. Eles acabam colaborando com uma dupla local: o Dr. Wexler, que nas palavras de Bones é “um ano mais novo e quase tão brilhante quanto ela” e a inspetora Cate Pritchard (Indira Varma, de ROMA). 

Enquanto isso, acompanhamos a turma do Jefersonian auxiando nas investigações (Bones manda o corpo, via SEDEX, da Inglaterra para os EUA), enquanto lidam com seus próprios problemas.

O principal é o aparecimento de  Grayson Barasa, o marido de Ângela, conhecido também como BERIMBAU. O cara é um gigante negro, que ainda ama a esposa e não quer desistir delas, para o desespero do pequeno Hodgins. O resumo deste contraste está nas palavras do sempre divertido Dr. Lance Sweets (agora no elenco fixo da série) que, ao se deparar com Barasa, imediatamente cai na gargalhada, enquanto repete: “Olha pra esse cara… Pobre Hodgins…”.

Algo que me chamou a atenção foi o fato de que, provavelmente, teremos uma rotatividade entre os estagiários do Jefersonian. Isso porque o recém integrado, dr. Clark Edison (Eugene Byrd, que antes de BONES parcipou da obra-prima ANACONDA 2), substituto de Zack,  já “pediu as contas” – por um motivo bem bobo, aliás. Pra mim, não fará falta, pois sempre  o achei um personagem muito afetado.

Para encerrar, achei realmente que BONES começou a 4ª temporada com o pé direito. Só não dei nota 10 para o episódio porque achei a segunda parte um pouco inferior e mais cansativa. 

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: