FRINGE – Mais algumas considerações

dezembro 6, 2008 às 8:35 pm | Publicado em FRINGE | 5 Comentários

fringe_davi

FRINGE, enfim, começou!

Depois de 9 capítulos que oscilaram entre o “interessante” e o “razoável”, fomos nocauteados pelo espetacular SAFE, que comprovou que, sim, FRINGE tinha uma trama muito bem elaborada e que nada estava ali por acaso.

O capítulo foi tão bom que eu, simplesmente, tive muita dificuldade em escrever sobre ele. Sempre que tentava formular uma frase, várias teorias diferente começavam a surgir e acabam me atrapalhando.

fringe3Para começar, descobrimos que Olivia Dunhan, além de detentora de coragem e determinação inabaláveis, também é, quando necessário, uma pessoa extremamente sedutora. Além disso, fomos surpreendidos pelo fato de que ela possui uma incrível memória fotográfica, capaz de decorar os números dos cofres e que, no final das contas, foram imprescindíveis para o caso.

Walter, por outro lado, conforma minha tese de que praticamente todos os mistérios envolviam o seus conhecimentos e experimentos. Assim, nada mais normal do que descobrirmos que o mirabolante plano dos assaltantes de banco visava encontrar uma antiga máquina, inventada e escondida pelo próprio Walter.

Talvez o que tenha me surpreendido mais tenha sido a demonstração de um lado mais “humano” por parte de Walter, tendo em vista a revelação de que o tal invento havia sido criado como forma de salvar a vida do seu filho Peter.

Também fiquei com a impressão de que é ele, Walter, a única mente capaz de enfrentar o assustador David Jones. Ele, que parecia ser apenas mais um personagem esquisito, mostrado em um capítulo mediano (mas que, depois das revelações atuais, torna-se bem mais interessante), surge como um brilhante vilão, que faz com que a antes amedrontadora Nina Sharp pareça uma adolescente assustada.

Falando em Nina, foi para ela que Broyles ligou, assim que soube do sequestro de Olivia. A sequência confirma que:

1 – Broyles realmente não confia em Nina, chegando a ameaçá-la.

2 – Nina e a Massive Dynamics sentem-se muiiiiiito ameaçados por David Jones.

Outra confirmação é que uma das pessas mais importantes para a história é o finado agente John Scott, ex-parceiro e ex-amante de Olivia. Seu corpo encontra-se nos laboratórios da MASSIVE DYNAMICS, onde o seu cérebro foi varrido em busca de informações que, eles acabam descobrindo depois, estão “instaladas” na memória de Olivia. Essas informações são tão importantes que, além da Massive, temos o própria David Jones e sua equipe interessados nelas – o que acaba causando o surpreendente sequestro de Olívia.

fringeDe forma semelhante ao que acontece em LOST, FRINGE consegue nos confundir ao mostrar que o núcleo de “vilões” nunca é tão simples quanto parece. Em LOST, primeiro simplesmente achávamos que Os Outros eram os vilões. Depois, descobrimos que existiam os membros da Dharma e os Hostis, sendo que os últimos acabaram se aliando a alguns membros da Dharma e eliminando a maioria dos outros, enquanto a própria Dharma, fora da ilha,  encontrava-se dividida. Isso sem contar que ainda não temos certeza de quem, realmente, é vilão.

Aqui em FRINGE, sempre pensei que o grande vilão fosse a MASSIVE DYNAMICS de Nina. Porém agora, sabemos que David Jones está em busca das mesmas informações.

Isso me leva a formular uma teoria maluca: não seria David Jones o verdadeiro “criador” da MASSIVE, afastado através de alguma manobra de Nina, que agora busca o retorno ao poder? Ele também poderia ser o antigo ocupante do cargo de Nina Sharp.

Ou então, ele poderia ser apenas um terrorista, que busca os mesmos conhecimentos da MASSIVE, porém com intensões bem mais nefastas.

Para encerrar, gostaria de listar alguns detalhes que me chamaram a atenção:

– Peter: mesmo que muitos reclamem de Joshua Jackson no papel, acho que poucos atores conseguiriam apresentar, como ele, “cara de bozinho” e personalidade altamente obscura.  Para mim, está ótimo no papel.

– Walter: nem sempre os produtores conseguem “acertar a mão” nas tiradas cômicas deles, como, por exemplo, o colocando para ensinar Astrid a escovar a vaca. Porém, quando acertam, sempre temos momentos hilários. Na semana passada, por exemplo, vimos ele declarando para Olivia que havia tido uma ereção e agora, como não rir quando ele pergunta se Peter e Olívia “gostariam de usar o quarto”…

Enfim, um capítulo estraordinário, que fecha com chave de ouro a temporada 2008 de FRINGE.

5 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Antes de assistir ao episódio li os comentários do Leco e do Davi, aí fiquei curioso para vê-lo. Tenho que concordar com vocês, episódio nota 10 e, enfim, a série me fisgou. Bom, precisou de 10 episódios, enquanto Lost me fisgou logo no piloto. Espero que mantenha esse nível.

    Abraços!!!

  2. “Ou então, ele poderia ser apenas um terrorista, que busca os mesmos conhecimentos da MASSIVE, porém com intensões bem mais nefastas.”

    É isso que penso. Na verdade começo a pensar que a Massive tem o interesse de usar essas tecnologias para um futuro melhor e mais seguro.

    Sobre Joshua Jackson, acho a mesma coisa. O cara tá bem mesmo, assim como Walter. Ana Torv ainda deve um pouco, mas já tá bem mais livre como Olivia…

    Abraço!!!

  3. 10, DAvi???!!!!!
    Vou assistir correndo – hoje – se meu sono não me apagar antes mesmo de ligar o DVD…
    Tá difícil…To pior que a bela adormecida…não tenho conseguido assistir nada durante a semana.

    Bj e mais uma vez obrigada pelo banner. ficou show!!!

  4. Wagner: já assistiu FRINGE 1×10? O que achou?
    Leco: Para nosso conceito com a Ana Torv melhorar, falta ele aparecer mais vezes em roupa de banho…rsss
    Karen: esse episódio vale qualquer sacrifício, até um litro de café forte e direto na veia!

    abraços a todos e valeu pelos comentários!

  5. Grande Davi!

    Assisti esse episódio depois de ler o seu comentário e do Leco. Achei-o excepcional. Gosto particularmente do Walter, ele está sendo magistralmente interpretado. Quanto ao Joshua Jackson acho que está bem, também acho que Ana Torv devendo e acredito que vai melhorar bastante. Esse episódio é realmente nota 10. Achei muito bem sacado o lance da memória da Olívia estar se misturando com a do John, a fuga de David Jones, etc., enfim, depois de 9 episódios entre bons e regulares, agora FRINGE me fisgou…

    Abraço!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: