FRIDAY NIGHT LIGHTS [S03E10] The Giving Tree

dezembro 17, 2008 às 12:12 pm | Publicado em FRIDAY NIGHT LIGHTS | 4 Comentários

fnl_310

Com a proximidade dos playoffs e, conseqüentemente, do final da 3ª temporada de FNL, temos mais um ótimo episódio, que serve principalmente para nos deixar ansiosos por notícias sobre uma renovação (ou não) da série.

snapshot20081216073509Começamos por Tyra que, depois das últimas cagadas, acaba correndo para os braços de Landry. Aliás, ela nem corre para os braços dele, já que insiste com aquela história de ficar amiguinha, quando, na verdade, só aparece para se aproveitar do pobre nerd roqueiro. Dessa vez, porém, seus colegas de banda lhe dão uns toques e ele finalmente acorda para Jesus, se recusando a fazer papel de idiota mais uma vez. Depois do esporro que leva de Landry, Tyra resolve fazer algo pelo rapaz e consegue uma apresentação para a banda dele, a CRUCIFICTORIOUS, no Bar TC. Detalhe: para convencer o dono a ceder o local para o show, Tyra diz que todas as fãs da banda são bonitas como Jules… Assim, até eu os traria para tocar na garagem aqui de casa!

De qualquer forma, não gostei de ver a cena final, com Tyra ficando encantada pela figura de Landry no palco. Não gosto de pensar em Landry entrando de vez para a família Collete…

snapshot20081216073649J.D. McCoy finalmente tem uma atitude de adolescente “normal”. Não dava mais para aturar a cega obediência dele em relação ao pai, principalmente porque ele tem uma mãe gente fina para o ajudar.  

Além disso, J.D. conta com a simpatia do ex-bad boy de Dillon, Tim Riggins, que tem se mostrado um dos melhores personagens da temporada. Mesmo mantendo seu jeito caladão,  ele consegue, com meia dúzia de palavras, dar uma lição de moral (ou imoral) em J.D. e ainda expulsar Buddy Garrity da sua casa.

Buddy, por sua vez, continua ladeira abaixo, já que além de péssimo pai e marido, ainda revela ser um péssimo administrador. Ele usa, como última alternativa para salvar os negócios, as economias reservadas para a faculdade de Lyla e perde tudo. Para completar, ainda é preso ao agredir seu sócio (que perdeu o dinheiro) e, durante a briga, literalmente quebrar tudo no Landing Strip – que resulta em um prejuízo de mais U$ 40 mil, além dos U$ 70 mil já perdidos no seu investimento arriscado.

Apesar de parecer um pouco de emrolação, acho essa parte da trama interessante por dois motivos:

– Mostrar um pouco mais de Minka Kelly, a limitada, mas maravilhosa intérprete de Lyla Garrity.

– Adequar a trama aos dias atuais, tendo em vista que Buddy é dono de uma revenda de automóveis e este é segmento mais afetado pela crise americana.

Com tudo isso, Lyla se muda para a casa de Tim Riggins e precisa aturar o seu pai, que a todo o momento, aparece ou liga implorando perdão. Sorte que Tim prova mais uma vez que é macho e encara o sogrão descontrolado.

Bem diferente do que fez Matt: ele é pego na cama com Jules, após uma tarde de muito Love, justamente pelo pai da garota (seu técnico, aliás, é sempre bom lembrar) e quando vai falar com ele mais tarde, praticamente não consegue pronunciar um palavra sequer. Achei hilária essa seqüência, principalmente pela cara que Matt faz quando se vê obrigado a conversar com Eric.

snapshot20081215232814Além disso, tivemos mais uma mostra do talento de Connie Briton (Tami) e Aimee Teegarden (Julie), com aquela ótima cena mostrando a constrangedora conversa entre as duas.

Para encerrar, tivemos aquela expulsão de Eric durante a difícil partida dos PANTHERS. Li alguns comentários, que diziam que Eric havia feito aquilo apenas porque estava com raiva de Matt. Pois tenho certeza que não foi nada disso: antes de mais nada, é claro que a expulsão serviu para preparar um substituto para Kyle Chandler na história, caso a série seja renovada por mais uma temporada. Só que poucos perceberam que, em termos de história, Eric foi expulso propositalmente, pois sabia que os árbitros não “iam com a cara dele” e jamais permitiriam uma vitória dos Panthers. Eric então, assumindo um postura típica de Benjamin Linus (LOST) força uma expulsão. Sem ele em campo, os árbitros voltam a apitar corretamente e os PANTHERS ficam a dois jogos do título. Go Panthers, Go Eric !!!!

4 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Olá, represento um blog de medição de audiência dos blogs que falam sobre tv, séries de tv, ou assuntos assim.
    Ficaríamos muito felizes em telos como nosso participante.
    Entre no nosso blog e confira como nosso trabalho é de qualidade e veja como muitos blogs já aderiram ao Blog Ibopes:
    http://ibopeblogs.blogspot.com/

    Muito obrigado pela atenção prestada.

  2. Davi, com vai as coisas???

    Eu simplesmente adorei esse episodio como nunca.
    Ri, me emocionei, fiquei com raiva… Foi um primor na minha opinião.

    Não gosto do Landry, tvz por isso não percebi que a tyra se aproveitava dele, pra mim ele que era submisso demais, mas essa história foi legal de se ver.

    Quanto mais Minka Kelly na tela MELHOR. O.O

    É sério que se a série for renovada o Coach Taylor saí??? Num pode…

    heheheheheeheheheheh

    vlw

    Feliz Natal!!!!!

  3. Oi, Davi

    To passando pra te desejar um feliz Natal e um ótimo ano novo!
    Que 2009 traga logo Lost de volta e, claro, muitas respostas para nossa série favorita!

    Semana que vem me preparo para o podcast…esse fim de ano foi pesado!!

    Bjs

  4. Fala Davi tudo bom?

    Cara, feliz natal pra você, muita saúide e felicidades!

    Abraços.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: