FNL [2X12] What You Think You Are? e [2×13] Humble Pie

fevereiro 20, 2008 às 5:27 pm | Publicado em 1 | 1 Comentário

snapshot20080220170409.jpg

Davi Cruz – Nota 7,5 

Seguindo minha maratona para atualizar FNL, chego aos episódios 12 e 13. Episódios bastante movimentados, mas totalmente previsíveis. Realmente achei estranho, pois FNL sempre conseguiu fugir do óbvio.

Obviedade que, aliás, já começa com a relação entre Matt e Carlotta – criada apenas para separar, temporariamente, ele de Julie, criando com isso uma expectativa. Então, nada mais óbvio do que Carlotta ir embora, para ajudar a família que “estava precisando dela”.

Para piorar, a garota precisa antecipar sua viagem, saindo sem se despedir de Matt – deixando apenas uma carta.

Também totalmente previsíveis as seqüências mostrando Santiago reencontrando seus antigos amigos-barra-pesada. Buddy tenta ser compreensivo e os convida para visitar Santiago. Eles aparecem e fazer uma festa, que deixa vários móveis destruídos e um relógio desaparecido.

Mostrando que está decidido a mudar, Santiago vai atrás de um dos amigos (o mesmo ator que fazia o Weevil, em VERONICA MARS, num papel idêntico) e, após lutar com ele, consegue reaver o relógio.

Temos também a continuação do drama de Tamy, que não tem coragem de deixar Gracie na creche. Ela chega a pensar em desistir de trabalhar, mas Eric a impede de fazer isso. Depois de uma boa conversa, Tamy cria coragem e consegue levar a filha até a creche.

A seqüência é bem desenvolvida e é tem bons momentos, como a conversa entre o treinador Mac e Eric (mostrando o machismo do local) e as conversas entre o casal Taylor. Porém, acredito que o assunto, mesmo que pertinente, seja um pouco aborrecido para um série juvenil (infelizmente, é isso que FNL é).

Enquanto isso, Lyla é mostrada participando de um programa cristão de rádio. Devo confessar que os roteiristas me irritaram profundamente, tamanha é a obviedade das cenas clichê que ocorrem:

– Tim passa um trote para a rádio e irrita Lyla;

– Após isso, ele descobre que está apaixonado por ela;

– Lyla se envolve com o colega da rádio (assim como ela sempre se envolve com qualquer um que se aproxime dela).

– Tim leva flores para ela na rádio, mas chegando lá, presencia o PRIMEIRO beijo de Lyla no colega.

Preciso dizer mais alguma coisa? Acho que apenas cabe registrar a crueldade dos produtores com o personagem Tim Riggins. O cara não acerta UMA! É expulso da casa do treinador, Lyla e Tyra o desprezam, não tem emprego, nem dinheiro e nem família (além de um irmão bundão).

Neste episódio, Tim é ameaçado pelo traficante Guy, que lhe dá ainda uma surra. Ele só não é morto porque consegue o dinheiro com Lyla (aliás, outro absurdo). Ela dá o dinheiro para que ele nunca mais a procure.

Temos a volta de Jason Street. Ele é convidado por Buddy para trabalhar como vendedor de carros. Como em qualquer novo emprego, Jason é hostilizado pelos colegas e sente dificuldades em vender carros. Em mais uma seqüência clichê, ele é motivado por Buddy e consegue vender um carro para o cliente mais difícil da cidade.

snapshot20080220171604.jpg

Após ter resolvido seu problema com a creche, Tamy tem um novo desafio: treinar o time de vôlei feminino – que é péssimo. Porém ela percebe que Tyra é bem alta e a convence a participar do time. Já estou cansado de escrever “obvio” e “clichê”, mas infelizmente este é mais um exemplo: Tyra mostra-se uma ótima jogadora e o time consegue vencer sua primeira partida no ano.

Tyra, além de descobrir seu talento esportivo, precisa lidar com uma concorrente: uma nerd chamada Jean, que é praticamente a alma gêmea de Landry. Nem vou perder tempo escrevendo muito sobre essa situação, pois achei ela bobinha.

Finalizando, temos a volta do tema racismo, sempre importante e bem apresentado pela série. Como sempre, o centro de tudo é Smash, que vê seu namoro com Noelle ser proibido pelos pais delas – justamente porque ela é branca e ele negro.

Eles resolvem se encontrar escondidos, mas num desses encontros, ele se envolve em uma briga com um garoto branco, após ouvir piadas racistas dele.

Infelizmente, Smash parece não ter aprendido com os acontecimentos recentes da série e, após ser preso, ainda dá declarações estúpidas a um repórter da TV local.

Toda essa situação acaba fazendo com que ele seja suspenso do campeonato. Como sua pena é de 3 jogos, ele fica assim de fora dos playoffs.

Apesar da previsibilidade desta parte do roteiro, acho que é um assunto que sempre merece ser discutido.

THE MESSENGERS

fevereiro 10, 2008 às 3:17 pm | Publicado em 1 | Deixe um comentário

mensageiros-poster01.jpg

Davi Cruz – Nota 8,0 

 

Quem leu meu comentário anterior, viu que eu estava reclamando justamente da GHOST HOUSE, produtora “responsável” pelo GRITO 2. Pois não é que, um dia depois, encontrei um filme bom dessa produtora?

 

Talvez a expressão mais adequada para o filme seria “razoável”, no lugar de “bom”, mas é que vi o filme com extrema boa vontade e gostaria de exaltar os pontos positivos da produção, ao invés de esculhambar suas falhas.

 

A história é bem clichê, com uma família se mudando para uma casa velha em um local abandonado. Temos a filha adolescente e chata (essa até que não é tãoooo chata) e os pais que insistem em não escuta-la. Também temos o estranho, altamente suspeito, que se aproxima deles (e que, estranhamente, é contratado sem que sejam buscadas suas referências) e também os fantasmas vingativos.

 

Porém, não posso deixar de reconhecer que a produção é bem caprichadinha – algo que pode ser percebido desde as belas imagens que acompanham os créditos iniciais – principalmente depois de descobrir que o orçamento foi de “apenas” US$ 16 milhões (baixíssimo para o cinema americano atual).

 

A “economia” pode ser percebida, principalmente nos efeitos especiais, bem abaixo da média – em especial, os efeitos de composição digital, onde a tonalidade entre as diferentes imagens é diferente e faltam elementos, como poeiras, que ajudem a disfarçar o efeito.

 

Porém a fotografia é muito bonita e é possível “perdoar” as falhas dos efeitos, por um simples motivo: a coragem dos realizadores em fazer um filme de terror, com fantasmas, mas com a maioria das cenas muito bem iluminadas. Bem contrário do que acontece em filmes como ALIEN Vs PREDADOR 2, com uma escuridão irritante, que nos impede de entender o que está acontecendo na tela. Aqui, temos inclusive fantasmas aparecendo durante o dia, sob um sol escaldante. Mesmo as cenas noturnas e no porão, são claras e bem fotografadas. Alias, ao pesquisar sobre o diretor de fotografia, o veterano David Geddes, decobri que ele participou de diversos projetos interessantes, inclusive sendo cinegrafista do filme ENIGMA DE OUTRO MUNDO (The Thing, 1982), um clássico que me assustou muito na infância.

 

Falando em diretor, este é o primeiro projeto em língua inglesa dos diretores, os irmãos Pang. 

A atriz principal, a Kristen Stewart, é a garota asmática do thriller QUARTO DO PÂNICO. Gostei muito dela, principalmente por não se limitar a apenas gritar a cada aparição dos fantasmas – ela chega a lutar com eles!!!

mensageiros05.jpg

O filme conta com algumas cenas bem assustadoras, principalmente envolvendo o bebê que aponta para os fantasmas. A cena do reflexo na colher foi ótima – porém, se estendeu demais e acabou tirando parte da graça do filme, já que mostrou um dos fantasmas cedo demais.

 Enfim, não se trata de nenhuma obra-prima do cinema, mas sim de um filme simpático e bem realizado, com uma mensagem positiva (mesmo que batida, sobre a união familiar) e que, visto sem preconceitos, pode agradar bastante. 

Meme de Blogs de Seriados

janeiro 28, 2008 às 1:38 pm | Publicado em 1 | 2 Comentários
Tags:

Recebi um convite duplo para participar do novo MEME que está rolando – onde preciso indicar 03 blogs que eu goste muito. Antes, gostaria de citar e agradecer às pessoas que me indicaram:

– Simone Miletic do SÓ SERIADOS DE TV e
– Maurício (que bloqueou o profile dele, e por isso, não consigo pegar o link do blog…rsss)

Os blogs que eu gostaria de indicar são os seguintes:

JORDANNA-FRANÇA da minha amiga goiana, fã do finado THE O.C.

TUDO SOBRE SÉRIE da Samantha, que andava sem atualizar o blog mas agora promete voltar com tudo.

POP CANDY – ótimo blog da Julia.

Um abraço!

BONES [3X09] – Santa in the Slush

dezembro 6, 2007 às 8:45 am | Publicado em 1 | 1 Comentário

Davi Cruz – Nota 9,0

Episódio “light” de BONES, em comparação com o anterior, que foi bastante tenso e complexo.
Um cadáver é encontrado dentro dos esgotos, próximo a um grande shoping center. O detalhe é que ele esta vestido com uma roupa de Papai Noel – algo normal, já que estão na semana do Natal.
Durante as investigações, conduzidas quase que exclusivamente por Hodgins, Candice e Zaak, várias pistas levam a crer que aquela pessoa realmente era o verdadeiro Papai Noel. Claro que se trata de uma grande brincadeira, mas é divertido acompanharmos cada nova descoberta que reforça essa tese. Como por exemplo o fato dele ser gordo e com a barba branca verdadeira, ter marcas de coice de rena, morar em uma loja de brinquedos, etc.
Já que falei em Hodgins, parando agora para pensar, acho que ele resolveu o caso praticamente sozinho, ao descobrir sobre a “sopa de ninho de passarinho” e, posteriormente, encontrando as carteiras na lata de lixo.
Ah, e teve aquela seqüência bonitinha onde Ângela o convida para, juntos, montarem a árvore de natal da casa dela – já que é o primeiro Natal que passam como um casal.
Outro personagem que tem ganho destaque na série é o jovem psicólogo Dr. Sweets. Ele é sempre alvo das brincadeiras de Booth – que pelo menos parou de pegar no pé de Zaak.
Além deste caso, temos duas tramas paralelas que acabam se encontrando no final. A primeira, mostra Booth bastante chateado, já que sua ex-esposa vai levar seu filho Parker para passar o Natal longe dali.
A outra mostra o pai de Bones, que quer passar um Natal junto com a família, depois de 16 anos fugindo. Como ele e o filho Russ estão presos, a tarefa não é tão fácil assim. Bones resolve recorrer a advogada Caroline, pedindo para que ela consigua um dos trailers disponíveis na cadeia, para que eles realizem uma festa de Natal.
Caroline concorda em ajudar, com uma condição: ela quer ver Bones e Booth se beijarem. Claro que isso soa forçado, mas como era um apelo dos fãs, dá para relevar.
A cena do beijo em si, não é nada demais. Valeu pela reação deles APÓS o beijo, ambos ficando totalmente sem graça. Tudo que eu queria é que Ângela chegasse na hora do beijo…
Após a resolução do caso, bem simples, temos um final bem interessante e, até mesmo, tocante. Enfim, um ótimo episódio.

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.