THE SARAH CONNOR CHRONICLES [2X12] Alpine Field

dezembro 11, 2008 às 9:26 pm | Publicado em THE SARAH CONNOR CHRONICLES | 5 Comentários

sarah_212

Bom episódio de TSCC, com uso de flashforwards mais intensos do que os últimos episódio de LOST. Aqui, temos histórias ocorrendo em 3 épocas diferentes, duas dela s envolvendo Derek Reese e a terceira, Cameron  e Sarah.

sarah12Começando pela ocorrida nos dias atuais, Sarah e Cameron seguem em busca de mais uma pessoa da famosa lista do porão. Elas chegam a casa da família Field, mas não sabem qual dos três (pai, mãe ou filha) é o alvo dos Terminators. É ali que Sarah conhece Lauren Field, personagem da segunda história, ocorrida alguns meses depois.

Derek, seguindo orientação de Sarah, encontra Lauren e sua mãe grávida e recém baleado por um Terminator. Logo fica claro que a mãe não irá durar muito tempo, mas Derek está ali em uma missão importante, que será revelada adiante.

Com a proximidade do lançamento do novo filme TERMINATOR SALVATION (o fantástico novo trailer está disponível  AQUI ) começo a me interessar cada vez mais pelas seqüências passadas no futuro. E é justamente lá que se passa a terceira história mostrada no episódio. Acompanhamos Derek em uma missão arriscada: ele precisa encontrar o único sobrevivente de uma ataque que os Terminator realizaram utilizando um vírus mortal. Esse sobrevivente pode ser a única chance da resistência encontrar uma vacina para o vírus (assim como Will Smith, em EU SOU A LENDA), que vem dizimando cada vez mais pessoas.

Chocado com as cenas que presencia (famílias inteiras mortas) e sem encontrar o sobrevivente, Derek tenta se suicidar (fato esse que já havia sido comentado anteriormente) e só não o faz porque conhece Jesse (alguém já viu uma criatura fazer mais “caras e bocas” do que ela?).

ATENÇÃO, SPOILERS!!!!

sarah51No final das contas, descobrimos que a pessoa imune é justamente a criança que está para nascer, na segunda história, irmã de Lauren Field. Derek e Lauren conseguem realizar o parto, pouco antes da mãe morrer. Lauren foge com a criança, mas no futuro é ela a médica que salva a vida de Derek e Jesse, contaminados durante a missão de busca.

John Connor não deu as caras nesse episódio, que valeu pelas cenas passadas no futuro.

É uma pena que nenhum dos atores da série, aparentemente, irá participar do filme TERMINATOR SALVATION – algo estranho, pois  empenharam tanto tempo e dinheiro, para criar a série e seus ótimos personagens e não vão aproveitar nenhum deles. Eu mesmo adoraria ver, pelo menos, Derek e Cameron no filme.

Na próxima semana, dia 15/12/08, teremos o último episódio de 2008, chamado Earthlings Welcome Here. A série retorna no dia 13/02/2009, passando a ser exibida às sextas-feiras na FOX Americana.

THE SARAH CONNOR CHRONICLE [S02E11] Self Made Man

dezembro 5, 2008 às 12:52 am | Publicado em THE SARAH CONNOR CHRONICLES | 5 Comentários

sarah_connor

SELF MADE MAN é, até agora, o episódio mais “estranho” de toda a série. Sarah aparece apenas por poucos segundos, no começo do episódio, e nem Derek nem Alison dão as caras. John aparece, mas sem acrescentar nada a trama que, assim como ALISSON FROM PALMDALE, é totalmente centrada em Cameron.

sarah11Antes de mais nada, descobrimos que ela não está ali apenas para proteger John. Ela utiliza as noites, enquanto os outros estão dormindo, para interceptar outras ações da SKYNET. No caso, encontramos ela frequentando uma biblioteca onde, auxiliada por um “amigo” paraplégico (a cara do Bruno Gagliasso), pesquisa sobre outros viajantes no tempo.

 

E não é que, somente agora, fui perceber que a Cameron NUNCA PISCA! Igualzinho aos robôs meca de INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL…

ATENÇÃO, SPOILERS A FRENTE!!!!

Apesar de um pouco monótono, o desenrolar da história é interessante, já que a montagem utilizada nos impede de prever o que está por acontecer. No final das contas, até que é tudo muito simples: um Terminator viaja no tempo, visando assassinar um presidente americano. Isso deve ocorrer no ano de 2010, durante um discurso realizado no saguão do prédio Pico Tower. Não é explicada a razão disso, mas o fato é que o desastrado robô desembarca no ano errado (1920) e, por uma coincidência monstruosa, causa a morte do engenheiro que construirá o Pico Tower.

sarah2Com uma lógica digna de nossos colonizadores portugueses, o terminator, ao invés de simplesmente mudar o local do assassinato, resolve roubar bancos e, com o dinheiro, construir, ele mesmo, o tal prédio. Depois disso, ele se esconde dentro de uma parede do hotel e entra em stand-by, aguardando a chegada de 2010. Cameron descobre tudo e consegue impedir que o plano seja finalizado.

Fora isso, o episódio mostra apenas John perdendo o cab… digo, a virgindade com Riley, depois de resgatá-la de uma “festa estranha, com gente esquisita”. Nessa sequência tivemos a confirmação de que:

– Riley, além de ser uma espiã, não bate muito bem da bola – com aquela história de ser “vidrada em objetos brilhantes”… Opa… os Terminators são brilhantes… seria uma dica?!?!?!

– John, tal qual a mãe, sabe muito bem como quebrar a cara de um imbecil.

Encerrando, já estou fazendo mil teorias em relação à “noite de amor” que rolou entre John e Riley. Todas elas envolvem uma provável gravidez da garota. Será que estou viajando demais?

THE SARAH CONNOR CHRONICLE [S02E10] Strange Things Happen at the One Two Point

dezembro 4, 2008 às 11:27 pm | Publicado em THE SARAH CONNOR CHRONICLES | 1 Comentário

 

sarah_connor1

Ao final de cada novo episódio de SARAH CONNOR, minha primeira atitude é recorrer ao GOOGLE para verificar o que as demais pessoas estão achando (ou entendendo) da trama. Isso porque, na maioria das vezes, tenho a impressão de que andei perdendo algum episódio, tamanha é a quantidade de dúvidas que vão surgindo.

Menos mal que, pelo menos até agora, a maioria das pessoas parece estar tão (ou mais) confusa do que eu, o que me deixa bastante aliviado.

sarah1Neste episódio, o foco principal da  história é o golpe que Sarah sofre de Alex Agaki, dono da DAKARA SYSTEMS. Ela, que chega até ele graças à sua obsessão com o misterioso símbolo dos “três pontos”, presente na logomarca da DAKARA, acaba sendo enganada e precisa correr para reaver o seu rico dinheirinho.

 

Gostei dessa parte da trama por diversos motivos:

– Mostrou o quanto John é obstinado quando quer fazer algo, pois, mesmo sem entender muito as razões da mãe, ela passa a noite em claro e prepara todo o disfarce para que ela se aproxime da DAKARA.

– Sarah comete muitos erros mas, mesmo assim, é muito FODONA. A surra que ela dá nos japoneses é uma bela demonstração disso.

– No final das contas, a situação de Alex Agaki e do seu filho Xander reflete a situação da própria Sarah em relação a John: Alex planeja todo o golpe justamente porque não confia na capacidade do filho, assim como Sarah, que vive fazendo “cagadas” enquanto tenta proteger John.

Tivemos também mais algum avanço em relação à parte mais estranha da trama, que é a que envolve Catherine e Ellison. Sendo ela um Terminator , porque diabos  precisaria da ajuda de um policial no desenvolvimento do BABYLON ?

sarah5Posso até imaginar que seus planos não sejam criar a SKYNET mas, sim, criar uma “nova” Skynet, ainda mais aperfeiçoada e capaz de entender (e prever) o comportamento humano. Mas, ainda assim, não entendo a presença de Ellison.

De qualquer forma, achei interessante citar que John Henry, “apelido” dado ao sistema BABYLON, remete à uma lenda americana, que traz John Henry como sendo um homem que conseguiu derrotar uma máquina. Segundo a lenda, isso teria acontecido quando as primeira máquinas a vapor começavam a substituir os homens, no início da Revolução Industrial e John Henry queria provar que os homens eram os melhores trabalhadores. Ele consegue vencer a máquina em uma competição, mas morre logo depois, devido ao cansaço.

Voltando a SARAH CONNOR, temos as sequências que mais tem me deixado com a pulga atrás da orelha. Descobrimos que Riley se aproximou de John a mando de Jesse, sendo, portanto, uma espiã. Pela conversa das duas, descobrimos que Riley não se sente confortável com a situação e parece ter sentimentos verdadeiros por John. Porém, Jesse deixa bem claro que ela não pode desistir da sua “missão” (seja ela qual for).

sarah3– Riley veio do futuro ou é apenas uma maluquete manipulada por Jesse? Pergunto isso, porque ela tem umas falas bem esquisitas, citando que todos vão morrer e virar caveiras brancas…

– Jesse diz que está ali para evitar que John cometa o erro de se deixar manipular por Cameron, no futuro. Porém, em nenhum momento, sinto por parte de Jesse algum tipo de preocupação ou admiração por John. Para mim, ela está a serviço de SKYNET.

– Derek até desconfia das intensões de Jesse, mas ela vem com aquele papinho de “escova de dente” e acaba enrolando o cara. 

– O fato de John ser sobrinho de Derek muda alguma coisa nos planos dela? Pude perceber que ela fica surpresa com essa informação.

Enfim, este foi mais um episódio bem complexo de SARAH CONNOR que, mantendo a média, agrada com um crescente clima de mistério no ar.

[Podcast#5]

novembro 25, 2008 às 1:54 pm | Publicado em BONES, DEXTER, FRIDAY NIGHT LIGHTS, PODCAST, THE SARAH CONNOR CHRONICLES | 6 Comentários
Tags:

podcast5

Depois de uma semana de “folga”, o Podcast Tô Assistindo está de volta. Num papo, descontraído como sempre, comentamos sobre:

   00:00 - 00:47 Abertura, com a nova vinheta
   00:47 - 01:25 Apresentação dos participantes
   01:25 - 06:20 Comentários sobre DEXTER [3x07] e [3x08]
   06:20 - 09:58 Apresentando a série BONES
   09:58 - 13:00 Comentário sobre BONES [4x09]
   13:00 - 16:20 Apresentando a série TERMINATOR: THE SARAH CONNOR CHRONICLES
   16:20 - 20:36 Comentário sobre THE SARAH CONNOR CHRONICLES [2X09]
   20:36 - 25:36 Comentários sobre FRIDAY NIGHT LIGHTS [3X08]
   25:36 - 26:37 Encerramento 

OUVIR O PODCAST:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (26:37 min / 12,5 MB)

Não se esqueçam de enviar suas críticas, opiniões e comentários para toassistindo@oi.com.br

THE SARAH CONNOR CHRONICLES [2X09] Complications

novembro 20, 2008 às 9:56 pm | Publicado em THE SARAH CONNOR CHRONICLES | 2 Comentários

sarah_309

Gostei muito deste 9º episódio de TSCC, apesar dele apresentar um tom mais sombrio e misterioso que os demais. Como já tenho comentado a algum tempo, fico contente quando percebo, por parte dos realizadores, a vontade de tentar algo mais do que simplesmente “contar” uma história. Mesmo que, eventualmente, os resultados não sejam exatamente o esperado.

3tartarugasAqui, em determinados momentos, eu imaginei estar vendo algum episódio de LOST, já que foram incluídas cenas de sonho, que visam agregar novos elementos à trama. Nestes sonhos, Sarah passa por estranhas experiências, sempre relacionas à três elementos. Primeiro, sonha com três cactus, que crescem rapidamente e agarram John. Depois, sonha com três tartarugas. Ao mesmo tempo, ela começa a demonstrar estranhos sintomas, imediatamente lembrando do câncer que, supostamente, irá vitimá-la no futuro.

Preocupada e sem ter a quem recorrer, Sarah procura o psicólogo Boyd Sherman (o mesmo do episódio 6), que não ajuda muito.

derek1Enquanto isso, a misteriosa Jesse leva  Derek Reese até um prisioneiro que, segundo ela, se chamaria Charles Fisher e seria um aliado da SKYNET, vindo do futuro. Derek acha tudo aquilo muito estranho, já que não consegue se lembrar daquele senhor, que nega veementemente se chamar Charles Fisher.

Essa sequência é muito tensa, já que não temos idéia de quem está falando a verdade. Além disso, temos uma reviravolta interessante, quando Jesse revela que a vítima dos experimentos do Dr. Fisher, no futuro, era ele, Derek, e não ela. Detalhe: da forma como foi mostrado, fica aberta a possibilidade de Jesse também estar mentindo…

Lembrando LOST mais uma vez, temos cenas de tortura, dignas de Sayid e, principalmente, a discussão sobre viagem no tempo. Aqui em SARAH CONNOR, a teoria diverge bastante, já que Jesse coloca, frente a frente, o Charles Fischer atual (jovem) e o Charles Fisher do futuro.  Além disso, temos uma discussão entre Derek e Jesse, que chegam a conclusão de que eles vieram de dois futuros paralelos, já que não lembram dos mesmos acontecimentos.

alisonEncerrando o episódio, descobrimos o quanto o Agente Alison pode ser filho-da-puta, já que ele desenterra Cromartie e o entrega para Catherine – jurando estar fazendo algo de “bom” para a humanidade. E o pior: mesmo questionado por John e quase morto do Cameron, ele nega ter feito aquilo.

Ah, já que falei em Cameron, nunca achei ela tão estranha em um episódio. Méritos para a atriz, que nos deixa completamente confusos, com as ações da personagem, ora totalmente sem emoção, olha querendo imitar trejeitos humanos e garantindo ter sentimentos. Medo… Muito medo dela!

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.