LOST [4X13 e 4×14] – There´s No Place Like Home

maio 30, 2008 às 3:20 pm | Publicado em LOST | 7 Comentários

Davi Cruz – Nota 8,5

Nesta semana acabei assistindo ao piloto de LOST, além de mais dois episódios da primeira temporada, como forma para “matar a saudade”. Na verdade, já estava me antecipando ao eventual saudosismo, que deve ocorrer nestes próximos 8 mêses. Essa experiência, aliada ao final da 4ª temporada, confirmou uma opinião minha: a primeira temporada, por enquanto, foi a melhor. A quarta temporada, apesar de superior as duas anteriores, não conseguiu atingir o nível de excelência da primeira – cujo PILOTO, considero como sendo uma obra-prima que merece ser cultuada pelos próximos 100 anos.

Quem acompanha meus comentários, sabe que nunca gostei muito das questões “mitológicas” da ilha, sempre preferindo o lado “humano” da história. E esse tema está cada vez mais raro em LOST, infelizmente.

Outra fato gritante diz respeito a qualidade da produção dos episódios. Embora poucos aceitem, nesta SEASON FINALE ficou claro que, à necessidade de se filmar tudo em cima da hora, para manter o “mistério”, acaba prejudicando, e muito, a qualidade do produto final. Enquanto no piloto tínhamos efeitos perfeitos, aqui achei tudo muito tosco e pouco convincente.

Também percebi uma certa fragilidade no roteiro, provavelmente resultado da pressão dos fãs por um número cada vez maior de “respostas”, em detrimento ao andamento da história. Não posso culpá-los, já que  greve dos roteiristas e a terceira temporada fraca, acabaram deixando todo mundo sem paciência… Por isso, mesmo AMANDO Lost, não pude deixar de perceber algumas seqüências muito mal elaboradas:

– A morte(?) de Jin: para justificar a transformação de Sun em um personagem frio e vingativo, tinham que separá-la do marido. OK, entendo isso, porém não consegui engolir o comportamento dele, ao ficar com Michael na sala, mesmo depois que Desmond (que, afinal, era o “expert” em bombas) já havia fugido dali. Jin seria pai e tinha que ficar perto da sua esposa – não havia porque se entregar a uma missão suicida como aquela. Além disso, alguém saberia me explicar porque, ao invés de ficar no convés, gritando para o helicóptero (e sabendo que o barco iria explodir), o coreano simplesmente não PULOU NA ÁGUA?

– A forma encontrada para separar o triângulo amoroso Sawer-Kate-Jack também foi muito estranha. Se era para arriscar a vida, pulando do helicópero, porque Sawer não a arriscou de forma mais “inteligente” como, por exemplo, indo para fora da nave e tentando reduzir o vazamento de combustível, mesmo que com as mãos?

– Porque Locke simplesmente não retirou o equipamento, que monitorava os batimentos cardíacos de Keamy, do braço do cara e colocou no seu, rapidamente. Mesmo que não funcionasse, pelo menos seria uma tentativa melhor do que ficar resmungando ao redor dele…

É claro que o episódio teve bons momentos. Achei bem interessante a forma com que amarraram o final da 3ª temporada com essa. Gostei muito da conversa de Hurley com Walt, da luta de Sayid com Keamy e da sequencia final entre Ben e Jack. Mas, no momento, eu realmente queria reclamar de LOST. Amanhã, com mais calma, eu volto para elogiar.

Ah… já estou com saudades!!!!!!!!

 

Anúncios

7 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. cara, passei batido pelos eu post de hoje…estou acompanhando pelo axn, e pelo jeito eles voltam com a série agora na segunda.. mas já ouvi que tem gente que não curti pois deixou mais duvidas…ora se não deixasse, não seria Lost, ceto?!?! rs
    abraços!!!

  2. Grande Davi…

    Antes de qq coisa, te mandei um email com uma idéia que tive pro Teorias LOST…

    Sobre seus coments, diria o seguinte…

    Jin ficou pq queria mesmo ajudar Michael e ele não fazia idéia de que o helicóptero pudesse estar no cargueiro. Então, a única forma de salvar a vida de Sun seria desarmar a bomba, não!?

    Se Locke tirasse o frequencimêtro de Keamy iria explodir de qq forma, como vc mesmo disse. Se Locke fizesse isso seria, mais uma vez, responsável por uma explosão… heheheh

    Mas acho que foi bom o final, mas a série trouxe na verdade uma virada na trama e agora devemos ver eventos fora da Ilha como palco principal. Os finas da 2ª e 3ª temporada também achei mais legais, pelo menos mais misteriosos. Esse foi mais conclusivo, mais ligado a essa temporada, enquanto as outras tinham finais mais abrangentes…

    Abraço!

  3. Fala Davi!

    É a primeira vez que comento aqui e, antes queria deixar meus parabéns pelo blog.
    Quanto às seqüências mal elaboradas penso mais ou menos como o Leco.
    Mas, o que tem me deixado intrigado em Lost é o fato de não entender, ao menos eu não entendo, o que é a Ilha e o que ou quem é Jacob. Jacob controla a ilha ou vice e versa, ou nenhum nem outro? O que me parece é que Jacob é um “instrumento” da Ilha.
    Já sabemos que a Ilha tem poder de controle até fora dos seus domínios físicos, por exemplo, as falhas nas tentativas de suicídio do Michael. Se for dessa forma, por que deixou que os Losties saíssem de lá? Por que mover a ilha naquele momento se Keamy já estava lá com sua trupe e, aparentemente, os Others tinham tudo sobre controle em relação a esses mercenários. Ou seja, a ilha desapareceu na frente daqueles que não “podiam” ir embora para depois que voltem.
    É nessa questão que tenho pesado após assistir esse episódio que, aliás, gostei muito.

    Abraço!

  4. Wagner, seja bem vindo!

    Realmente seus comentários são muito pertinentes e mostram que vc está bem”antenado” na história. Infelizmente, suas dúvidas também são as minhas dúvidas.

    Imagino que não seja a ilha que tem controle fora dos seus domínios e sim o fato daquelas mortes/suicídios estar alterando a ordem da história (algo que, aparentemente, não pode ser feito). LOST tem tratado, cada vez mais, do tema “destino” e acho que isso é uma boa dica.

    Eu também gostei muito do episódio, amo LOST, mas não consigo simplesmente ignorar alguns falhas.

    abraço e volte sempre!

  5. Na minha opnião a ilha na verdade é uma nave alienígena que esta lá há muito tempo e dentre esses aliens se encaixam richards e os others. Ben, poderia ser uma pessoa que assumiu a responsabilidade de proteger os alienígenas que estavam sendo explorados pelo pessoal da dharma chefiados pelo charles wildmore. Wildmore, por sua vez, deseja muito retomar a posse da ilha e explorar todo seu potencial tecnológico extra-terrestre. Dessa vez os ocean 6 deverão retornar para evitar que isso aconteça.

  6. É uma boa teoria… Acho que você andou assistindo ao novo INDIANA JONES esses dias, não é?

    abraço!

  7. Pois é Davi . hehe
    Mas independente de teorias. Aguém tem idéia pq os realizadores não deram mais nenhum foco para aquele “maluco” do hopício que passa os bad numbers para o Hurley ??
    Acho que teria espaço..
    [[]]´s


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: